Jaguar F-Pace P400e R-Dynamic SE

Vincar a diferença

TESTE

Por Paulo Sérgio Cardoso 25-06-2022 07:00

Fotos: Gonçalo Martins

Com a recente modernização do F-Pace – modelo que iniciou a carreira comercial em 2016 – além do revigorar da imagem e do reforço dos conteúdos tecnológicos, houve lugar à introdução de cada vez mais importante variante híbrida PHEV, assim melhor preparando o SUV da Jaguar para a batalha do segmento premium, onde os alemães são ainda dominantes.

O Jaguar F-Pace tem feito muito boa figura no segmento dos SUV premium, fazendo frente a modelos tão carismáticos como Audi Q5, BMW X3 ou Mercedes-Benz GLC. Porque, muitas vezes, os clientes já preferem um modelo diferenciado, de personalidade vincada face à restante paisagem automóvel, e onde até o nome Jaguar acaba por conferir superior prestígio face ao afamado triunvirato germânico.

Com a recente atualização do SUV, a par da introdução da mecânica de origem híbrida Plug-In, houve ainda lugar para uma evidente modernização da imagem e dos conteúdos tecnológicos. O design exterior foi retocado ao pormenor, embora a introdução dos novos grupos óticos, novo capot dianteiro e para-choques diferenciados com entradas de ar de dimensões avantajadas facilitem a perceção de estarmos perante uma versão modernizada. Esta unidade testada com o acabamento R-Dynamic dá ainda mais nas vistas com toda a orientação visual desportiva que pode ser ainda embevecida pelo opcional Black Pack (868 €) com acabamentos contraste em preto gloss nas capas dos espelhos retrovisores, na grelha dianteira e entradas de ar, molduras laterais da carroçaria e painéis inferiores traseiros e laterais das portas.

No interior, os traços de modernidade chegam por intermédio de uma consola central marcada pelo amplo monitor tátil de 11,4’’ que dá vida ao sistema multimédia Pivi Pro de excelente qualidade e personificação gráfica. A Jaguar teve ainda em atenção algumas das críticas iniciais ao modelo, pelo que o redesenhar das portas passou pela inclusão de bolsas e locais de arrumo de maiores dimensões. Outros pormenores que definem marcas como a Jaguar centralizam-se nos novos acabamentos para a alavanca da caixa de velocidades, revestimentos na zona superior do tablier e nas saídas de ventilação.

Certo é que, com estes aparentemente não mais que detalhes, o F-Pace reformulou o ambiente interior, não só se aproximando das soluções ergonómicas e tecnológicas da concorrência, como ganhando personalidade única e reforçada pela excelente qualidade geral dos materiais e até mesmo da construção. Surpreendeu!

Ainda assim, existem pormenores de interação que resultam pouco práticos  - muitas vezes não basta ser diferente, há que acompanhar o sentido de funcionalidade. Por exemplo, não é fácil associar a iluminação interior à abertura das portas e os comandos da climatização, misturando digital com físico, obrigam a puxar um botão (movimento nada intuitivo) para alterar o fluxo de ar. Navegar entre as funções do computador de bordo e alterar os cenários da instrumentação também requer prática.

Um potente híbrido Plug-In

Nesta recentemente introduzida versão híbrida PHEV P400e (que fará sucesso junto dos clientes empresariais), o Jaguar F-Pace utiliza solução técnica que combina mecânica 2.0 turbo a gasolina de 300 cv com unidade elétrica de 143 cv, a qual é alimentada por bateria de 17,1 kWh de capacidade, para um rendimento máximo combinado de 404 cv e expressivos 640 Nm de binário. Como seria de esperar, e de tal se precisando (ou querendo!), as acelerações entusiasmam e surpreendem pela forma rapidíssima com que todo o conjunto reage e progride na estrada. Mas querendo-se explorar os 5,4 segundos de 0-100 km/h ou recuperações de 80 a 120 km/h em menos de 4 segundos, não só a bateria se esfuma rapidamente, como os consumos médios sobem acima dos 12 litros… Faceta que nada tem a ver com a condução ecologicamente correta permitida pela tecnologia PHEV. Assim, durante os primeiros 100 km percorridos com uma carga completa da bateria, conseguimos que 48 km fossem sem recurso à mecânica a gasolina, marco que fica um pouco abaixo dos 53 km de emissões zero anunciados pela marca. Depois passando a trabalhar como um híbrido convencional, o consumo médio fixa-se em torno dos 5,5 l/100 km nos referidos 100 km iniciais, mas… a partir daí, é sempre a subir! Por isso, o ideal será mesmo utilizar o F-Pace 400e como realmente se deve aproveitar a tecnologia PHEV, carregando a bateria sempre que possível e minimizando-se o trabalho da mecânica térmica nas (previsíveis e curtas) deslocações diárias. Esquecendo-se o passo de ligar à corrente, então conte-se com médias próximas dos 9 l/100 km numa condução normalizada, isto ainda sem se retirar prazer do efeito práticos dos 404 cv de potência máxima!

O que também muito surpreendeu foram os pergaminhos dinâmicos do F-Pace. Embora a perceção de peso elevado chegue às mãos do condutor mal se peça atitude desportiva no aproveitamento dos 404 cv, o certo é que o SUV premium responde sempre com grande dose de precisão direcional e excelente equilíbrio de massas, tudo bem controlado por uma suspensão que nunca perde a definição de confortável e aveludada, mesmo contando com rodas de 20’’ na ligação à estrada.

A presença dos vários componentes do sistema híbrido Plug-In fez com que a bagageira perdesse 116 litros, ficando-se por modestos 354 litros. Enquanto PHEV, o Jaguar F-Pace distingue-se pela versatilidade de permitir carregamentos rápidos até 32 kW, possibilitando recuperar 80% da bateria em cerca de 30 minutos. Em corrente alternada, admite um máximo de 7,4 kW. Outros motivos de interesse: aos 3 anos de garantia geral acrescem outros tantos de manutenção e assistência em viagem, sem limite de quilómetros.

Jaguar F-Pace P400e R-Dynamic SE

Preço: 95.700 €

Preço da unidade testada: 105.060 €

Principais opcionais da unidade testada:
Pintura metalizada: 1014 €
Black Exterior Pack: 868 €
Driver Pack Assist: 2053 €
Tejadilho panorâmico móvel: 1645 €
Bancos traseiros 40/20/40: 316 €
Cabo de carregamento doméstico: 369 €

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

JAGUAR F-PACE

P400e R-Dynamic SE

Motor térmico
Arquitetura 4 cilindros em linha
Capacidade 1997 cc
Alimentação Inj. direta, turbo, intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16v
Potência 300 cv/5500 rpm
Binário 400 Nm/1500-4000 rpm
Motor elétrico
Tipo -
Potência 143 cv (105 kW)
Binário n. d.
Bateria Iões de lítio
Capacidade da bateria 17,1 kWh
Módulo Híbrido
Potência 404 cv
Binário 640 Nm
Transmissão
Tração Integral
Caixa de velocidades Automática de 8 vel.
Chassis
Suspensão F Ind. Multibraços
Suspensão T Ind. Multibraços
Travões F/T Discos ventilados/Discos
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/12 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,747/2,051/1,664 m
Distância entre eixos 2,874m
Mala 354-1299 litros
Depósito de combustível 69 litros
Pneus F 8.5jx20 - 255/50 R20
Pneus T 8.5jx20 - 255/50 R20
Peso 2189 kg
Relação peso/potência 5,4 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 240 km/h
Acel. 0-100 km/h 5,3 s
Consumo médio 2,4 l/100 km
Emissões de CO2 54 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 3 anos sem limite de km
Pintura/Corrosão -
Intervalos entre revisões 25000 km
Imposto de circulação (IUC) 204,81 €

Medições

JAGUAR

Acelerações
0-50 km/h 2 s
0-100 / 130 km/h 5,4/8,5 s
0-400 / 0-1000 m 13,6/24,8 s
Recuperações
40-80 km/h (D) 2,3 s
60-100 km/h (D) 2,9 s
80-120 km/h (D) 3,8 s
Travagem
100-0/50-0km/h 37/9,1 m
Consumos
Consumo médio 6,4 l/100km
Autonomia 600 km

Conte-nos a sua opinião 0

TESTE