Seat Leon ST 1.4 e-Hybrid

Cara e coroa

TESTE

Por Vítor Mendes da Silva 10-10-2021 07:00

Fotos: Gonçalo Martins

Descontando-se as versões da Cupra, que merecem posicionamento ‘à parte’ no catálogo do fabricante com emblema tribal, o e-Hybrid é o Leon mais potente e, também, o que consome menos combustível. Assim, as duas faces da moeda: performances e/ou eficiencia.

Atualmente, os SUV são o ganha-pão da maioria dos fabricantes, mas na Seat, o modelo mais bem-sucedido comercialmente chama-se Leon. Na sucessão de gerações deste automóvel tão importante para a marca espanhola,  na mais recente não poderia faltar a eletrificação, que satisfaz as exigências do mercado em transformação. No nosso país, a carrinha Sportstourer é a silhueta mais popular do compacto, que tem no topo da gama a versão híbrida e-Hybrid com carregamento externo (Plug-In). O sistema associa motor a gasolina turbo, de 4 cilindros e 1,4 litros, debitando 150 cv, e  unidade elétrica de 102 cv. Combinados, rendem 204 cv, o que faz do e-Hybrid o Leon mais potente, abaixo do Cupra Leon, com 245 cv – diferencia-os só a potência das máquinas elétricas, de 116 cv/85 kW no segundo.

O motor elétrico é alimentado por bateria de iões de lítio – idêntica à do Cupra – com 13 kWh, arrumada sob o piso da bagageira, posicionamento sem impacto na habitabilidade. Já o compartimento da mala vê a sua capacidade reduzida em 150 litros face aos congéneres movidos apenas por mecânicas térmicas, para volumetria máxima de 470 litros na configuração de cinco lugares e 1450 litros com os encostos traseiros rebatidos.

A unidade elétrica funciona em simultâneo com a térmica, contribuindo para o rendimento conjunto, ou em exclusivo na motorização do veículo até cerca de 50 km (percorridos neste teste, contra 64 km anunciados) e a velocidades até 140 km/h. O motor de zero emissões confere energia extra para otimizar as performances do novo Leon Sportstourer, de  muito bom nível. A demonstrá-lo, a aceleração de zero a 100 km/h em apenas 7,2 segundos (medidos neste teste), que, na  prática, traduz-se em respostas com grande elasticidade desde baixas rotações (vide recuperação 40-80 km/h em 2,8 segundos) e sempre coadjuvado pela caixa automática de seis velocidades e dupla embraiagem (DSG), que funciona sempre a preceito, assegurando passagens e reduções sem hiatos.

Em  paralelo com as prestações do automóvel, a excelência da dinâmica: agilidade superior, graças a chassis equilibradíssimo e direção precisa e afinada que são garantia de momentos divertidos ao volante.

No reverso da medalha, a economia do consumo de combustível, mais-valia decisiva sobre as versões exclusivamente a combustão da gama, assim se utilizem todos os muitos recursos tecnológicos do sistema híbrido. Idealmente, ligando-o à tomada no final de cada dia/viagem, recarregando totalmente a bateria para poder usufruir, o mais possível, do funcionamento 100% elétrico com energia proveniente da rede. Os benefícios com os números do nosso teste: após 100 km, em que cerca de 50 km podem ser quase exclusivamente em modo EV e os restantes 60 km foram geridos pelo sistema, o consumo médio de gasolina não ultrapassou os 3 litros.

Arranque sempre elétrico

O Leon ST e-Hybrid arranca sempre em modo puramente elétrico, desde que a bateria possua carga suficiente. O sistema muda para o modo híbrido solicitando-se mais vigorosamente o  pedal da direita ou se a energia da bateria descer abaixo de um determinado nível considerado mínimo pela tecnologia.

No entanto, como acontece na generalidade dos híbridos Plug-in, a carrinha da Seat oferece a possibilidade de manutenção de reserva de energia nas baterias. A operação seleciona-se em menu específico no monitor do sistema de infoentretenimento, posicionado no centro do painel de bordo – o ecrã de 10’’ admite seleção tátil, mas também existem comandos diretos de acesso às funções mais importantes do automóvel, nomeadamente aos modos de condução. Esta opção, disponível apenas no modo Hybrid, permite-nos conduzir sem o apoio da máquina elétrica em autoestrada e estrada, poupando eletricidade para a ativação do modo zero emissões em cidade.

Significa isto que o condutor tem um enorme controlo do sistema. Sempre que a bateria está a acabar, o módulo regressa ao modo híbrido. E logo que esteja junto a uma fonte de energia, poderá ligar a bateria à fonte de eletricidade, recarregando-a em apenas 3 horas e 40 minutos através de um carregador de 3,6 kW (Wallbox), ou em menos de 6 horas usando o carregador de 2,3 kW.

A geração do best-seller de Martorell baseia-se em arquitetura moderna,  a plataforma MQB-Evo, que a Seat combina com imagem desportiva, construção e qualidade irrepreensíveis e tecnologias de ponta, principalmente nas assistências à condução,  conectividade e moderação dos consumos e dos gases de escape. No topo da hierarquia, este híbrido Plug-In de 204 cv, que pode ser 100% elétrico por cerca de 50 km numa só carga. A melhor carrinha Leon.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

SEAT LEON

ST 1.4 e-Hybrid

Motor térmico
Arquitetura 4 cilindros em linha
Capacidade 1395 cc
Alimentação Inj. direta, turbo, intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16 v
Potência 150 cv/3500-4000 rpm
Binário 250 Nm/1550-3500 rpm
Motor elétrico
Tipo -
Potência 102 cv (75 kW)
Binário 330 Nm
Bateria -
Capacidade da bateria 13 kWh
Módulo Híbrido
Potência 204 cv
Binário 350 Nm
Transmissão
Tração Dianteira
Caixa de velocidades Automática de 6 velocidades
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson
Suspensão T Ind. Multibraços
Travões F/T Discos ventilados
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/11,2 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,642/1,799/1,456 m
Distância entre eixos 2,682m
Mala 470-1450 litros
Depósito de combustível 40 litros
Pneus F 7jx17-225/45 R17
Pneus T 7jx17-225/45 R17
Peso 1658 kg
Relação peso/potência 8,12 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 200 km/h
Acel. 0-100 km/h 7,7 s
Consumo médio 1,2 l/100 km
Emissões de CO2 27 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 4 anos ou 80.000 km
Pintura/Corrosão 3/12 anos
Intervalos entre revisões 30000 km
Imposto de circulação (IUC) 137,14 €

Medições

SEAT

Acelerações
0-50 km/h 3,1 s
0-100 / 130 km/h 7,2/11,0 s
0-400 / 0-1000 m 15,3/27,7 s
Recuperações
40-80 km/h (D) 2,8 s
60-100 km/h (D) 3,7 s
80-120 km/h (D) 4,5 s
Travagem
100-0/50-0km/h 36,6/9,0 m
Consumos
Consumo médio 2,7 l/100km
Autonomia 700 km

Conte-nos a sua opinião 0

TESTE