Kia XCeed 1.4 T-GDI 7DCT Tech

Dará frutos...

TESTE

Por Vítor Mendes da Silva 26-01-2020 09:00

Fotos: Gonçalo Martins

Na sua caminhada decidida à conquista da Europa, o Ceed mudou a imagem da Kia, a partir do lançamento da 1.ª geração, em 2006, ainda com apóstrofo após a letra C, apresentado como o primeiro automóvel da marca sul-coreana desenhado e projetado no Velho Continente, e com o consumidor europeu como prioridade.

Duas gerações à frente, aplauda-se a estratégia do emblema no portefólio de marcas do consórcio Hyundai, que se atreve a elevar (mais ainda!) a fasquia no disputadíssimo segmento médio-inferior, recusando a ideia de que este é campeonato ultracompetitivo, mas onde ganham... sempre os mesmos.

No ataque às grandes referências, engenhosa fórmula de (des)multiplicação da gama Ceed, em linha de quatro variantes: berlina de 5 portas, carrinha (SW), shooting brake (ProCeed) e, a partir de agora, o crossover urbano da moda, fundamental para conseguir ainda maior paralelismo entre o que a marca oferece e os clientes querem. Segundo fontes do emblema asiático, a gama Ceed representará qualquer coisa como 25% do total de vendas da marca na Europa. Daqui para a frente, metade deste volume enorme serão XCeed. E com ofensiva de produto assim, será apenas uma questão de tempo para que se possam colher os frutos. A ver...

O XCeed mistura linhas de SUV e de coupé, formato que a Kia batizou de CUV (Crossover Utility Vehicle), com linha de cintura baixa e posição de condução mais desportiva do que a que se encontra habitualmente num SUV tradicional, enquanto a maior altura ao solo permite uma visibilidade desimpedida para o exterior, mais do num Ceed de 5 portas. Sobre as dimensões que até parecem maneirinhas nas fotografias do nosso teste, sublinhar que o novo CUV da Kia, para competir com Nissan Qashqai & Cia., só tem menos 9 cm em comprimento do que o Sportage, o suficiente para explicar que o seu habitáculo, apesar dos contratempos naturais de automóvel silhueta de tipo coupé, com linha de tejadilho que cai em direção à mala, logo a partir do pilar B, não compromete minimamente no essencial: cotas habitáveis e capacidade de carga. Cinco adultos viajam sem apertos, ainda dispondo de compartimento de bagagens que oferece 426 litros, 31 litros acima do Ceed e apenas ligeiramente inferior à volumetria da mala do modelo que é referência na categoria. Com os bancos traseiros rebatidos (na proporção 40:20:40), a capacidade de carga aumenta para os 1378 litros.

O interior é inspirado na família Ceed, com destaque para a consola central mais inclinada para o lado do condutor. Neste nível de acabamento Tech, o mais completo, o sistema de navegação e o novo ecrã tátil de 10,25’’ destacam-se ao centro de painel de bordo bem montado, mas a maior novidade é mesmo o painel de instrumentação digital (12,3´´) colocado à frente do volante.

Sob o capot está o motor a gasolina 1.4 T-GDI de 140 cv, que não deve competir em matéria de popularidade com o 1.0 T-GDI de 120 cv na gama, quase 5 mil euros mais barato... A unidade a gasolina, com 4 cilindros, mas com funcionamento tão suave e progressivo que, em algumas situações, dá a sensação de não estar a operar com todos os seus 140 cv. E em algumas situações só com o uso decidido do pedal da direita, se retira todo o potencial de mecânica que oferece interessantes 242 Nm disponíveis logo às 1500 rpm.

A transmissão automática 7DCT é alternativa à caixa manual de seis velocidades e acrescenta a esta as virtudes do funcionamento das mais modernas caixas automáticas, assegurando resposta rápida e precisa às solicitações da condução, de aceleração e redução, mediante passagens praticamente sem hiatos. Sempre com suavidade e baixo ruído, o eficaz binómio motor- -caixa 7DCT está em harmonia com a de outras características do CUV da Kia, como o comportamento dinâmico, que compatibiliza agilidade e conforto, a níveis superiores na sua categoria.

Destaca-se o rolamento suave do XCeed mesmo em pisos irregulares, com amortecimento brando, mas consistente no contacto com o solo, a absorver com primor os ressaltos e as vibrações. Consegue- o, essencialmente, através de trabalho cirúrgico na afinação de molas (rigidez suavizada em 7% à frente e 4% atrás) e amortecedores (de batentes hidráulicos), direção e eletrónica.

Maior, mais alto e largo do que o Ceed normal de 5 portas, e com mais 37 mm na distância ao solo o novo crossover urbano da Kia é automóvel com posicionamento à parte. As mais-valias que o ‘X’ traz para o segmento médio-inferior são mais do que apenas a imagem da moda, numa abordagem muitíssimo bem conseguida pelos homens da marca coreana. Tem pinta de premium, lista de equipamento a condizer e ótimo compromisso entre conforto e eficácia.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

KIA XCEED

1.4 T-GDI 7DCT Tech

Motor
Arquitetura 4 cilindros em linha
Capacidade 1353 cc
Alimentação Inj. direta, turbo, intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16 v
Potência 140 cv/6000 rpm
Binário 242 Nm/1500-3000 rpm
Transmissão
Tração Dianteira
Caixa de velocidades Automática de 7 vel.
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson
Suspensão T Eixo multibraços
Travões F/T Discos ventilados/Discos
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/12,7 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,395/1,826/1,495 m
Distância entre eixos 2,65m
Mala 426-1378 litros
Depósito de combustível 50 litros
Pneus F 235/45 R18
Pneus T 235/45 R18
Peso 1436 kg
Relação peso/potência 10,25 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 200 km/h
Acel. 0-100 km/h 9,3 s
Consumo médio 6,9 l/100 km
Emissões de CO2 156 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 7 anos ou 150.000 km
Pintura/Corrosão 3/12 anos
Intervalos entre revisões 30000 km
Imposto de circulação (IUC) -

Medições

KIA

Acelerações
0-50 km/h 3,6 s
0-100 / 130 km/h 9,6 s
0-400 / 0-1000 m 17,7 s
Recuperações
40-80 km/h (D) 4,4 s
60-100 km/h (D) 6,9 s
80-120 km/h (D) 7,8 s
Travagem
100-0/50-0km/h 35,6/9,5 m
Consumos
Consumo médio 7,8 l/100km
Autonomia 657 km

Conte-nos a sua opinião 0

TESTE