Fiat 500X Mirror

Reflexo dos tempos

TESTE

Por Ricardo Jorge Costa 19-01-2020 12:50

Fotos: Gonçalo Martins

A pintura da carroçaria em cor Azul Jeans mate e os detalhes em cromado acetinado nas capas dos espelhos, puxadores das portas, incluindo a da bagageira, e frisos laterais, e ainda as jantes de 17’’ e dos faróis LED, distinguem, no exterior, a série especial Mirror – Espelho, em inglês – do Fiat 500X, identificada ainda em dois emblemas redondos na base dos pilares B.

No interior, o tablier com aplicações na cor da carroçaria e a condizerem ainda com o revestimento em tecidos dos bancos, diferenciam igualmente a imagem do habitáculo desta edição exclusiva do crossover italiano, ao que se acrescenta, também ao equipamento de série, o sistema de infoentretenimento Uconnect, com ecrã tátil de alta resolução de 7 polegadas e compatibilidade para Apple CarPlay e Android Auto.

Debaixo do capot, motor de 3 cilindros, 1 litro, a gasolina, de injeção direta e turbocompressor, a debitar 120 cv e 190 Nm, que garante, desde baixos regimes (aquele binário máximo a partir das 1750 rpm), a elasticidade indispensável a um desempenho enérgico e agradável em todos os tipos de utilização, do citadino à autoestrada, e até caminhos de terra batida, desde que não demasiado irregulares. O bloco está associado a caixa manual de seis velocidades, bem escalonada e suave, que contribui decisivamente para as boas prestações do crossover.

O maior constrangimento à utilização deste competente agregado motriz é o consumo de combustível, que embora permitindo-se uma satisfatória média real ponderada de 7,1 litros/100 km (muito ligeiramente superior à homologada segundo o ciclo WLTP: 6,9 l/100 km), quando se acelera – por menos que seja – a mecânica, sobe rapidamente para valores elevados, que podem superar os 9 l/100 km à velocidade limite em autoestrada.

Com os dois eixos independentes, do tipo McPherson, o Fiat 500X é apreciado pelo comportamento dinâmico correto e bastante equilibrado, de entre todas as variantes da gama do icónico modelo italiano, na sua nova geração, a que mais se aproxima do sempre exigente compromisso entre conforto de rolamento e a estabilidade em curva. Ou a compatibilidade entre a filtragem das irregularidades do piso e a agilidade, colocando-o, com este desempenho, entre os crossover do seu gabarito de peso e tamanho mais agradáveis de conduzir.

O habitáculo é generoso no espaço para condutor e acompanhante, mas menor nos lugares posteriores, incluindo o acesso, que deveria(m) ser mais amplo( s), prejudicado pela estreiteza das portas traseiras. A posição de condução é correta e beneficia de amplas regulações, o que não é virtude comum aos demais elementos da família 500, e para o que contribui igualmente os ajustes do volante em altura e alcance.

A generalidade destes crossovers que se encaixam no segmento B têm materiais duros no painel de bordo, mas o 500X destaca-se neste ponto por apresentar mousse suave no topo do tablier. Ao centro dispõe de um monitor colorido tátil para controlar o sistema de infoentretenimento – nesta versão Mirror com ligações Apple Carplay e Android Auto. Incluídos nesta unidade em análise, dois pacotes opcionais de equipamentos, o primeiro com sensores de chuva e de luminosidade, espelho retrovisor interior electrocromático e ar condicionado automático, por 600 euros; e um outro que acrescenta 150 € a este valor, adicionando sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, banco do condutor com regulação lombar elétrica, apoio de braços dianteiro e câmara posterior. Ao preço final deste Fiat 500X Mirror deve descontar-se 4000 € em campanha da marca, fixando-o em competitivos 21.354 €.

O espaço para arrumação de pequenos objetos limita-se ao apoio de braços entre os bancos dianteiros e as bolsas das portas e o porta-luvas são acanhados. Ao invés, a bagageira tem volumetria familiar de 350 litros, ampliável até 1000 litros mediante o rebatimento dos bancos, e dispõe de configuração, em dois níveis de altura, através de plataforma de carga amovível que faz de alçapão. Todavia, critica-se a ausência de regulação longitudinal dos bancos traseiros para gerir o espaço entre passageiros e bagagem.

Os crossovers estão definitivamente na moda, como estão as pinturas mate nos tons menos convencionais ou ainda as séries especiais conferidoras de exclusividade e de uma oferta de equipamento mais generosa. Como esta do Fiat 500X, que ao refletir aquelas tendências do mercado faz correta alusão ao nome (Mirror; Espelho em inglês). Aqui, com motor 1.0 a gasolina de 120 cv, de prestações boas e funcionamento agradável, mas consumo pouco comedido.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

FIAT 500X

1.0 T Mirror

Motor
Arquitetura 3 cilindros em linha
Capacidade 999 cc
Alimentação Inj. direta, Turbo, Intercooler
Distribuição 2 a.c.c./12 v
Potência 120 cv/5750 rpm
Binário 190 Nm/1750 rpm
Transmissão
Tração Dianteira
Caixa de velocidades Manual de 6 velocidades
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson
Suspensão T Ind. McPherson
Travões F/T Discos ventilados/Discos
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/11,05 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,264/1,796/1,595 m
Distância entre eixos 2,57m
Mala 350-1000 litros
Depósito de combustível 48 litros
Pneus F 215/55 R17
Pneus T 215/55 R17
Peso 1450 kg
Relação peso/potência 12 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 188 km/h
Acel. 0-100 km/h 10,9 s
Consumo médio 6,9 l/100 km
Emissões de CO2 152 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 2 anos sem limite de km
Pintura/Corrosão 3/12 anos
Intervalos entre revisões 15000 km
Imposto de circulação (IUC) 115,5 €

Medições

FIAT

Acelerações
0-50 km/h 3,8 s
0-100 / 130 km/h 10,7 s
0-400 / 0-1000 m 17,5 s
Recuperações
40-80 km/h 3.ª 5,8 s
60-100 km/h 3.ª/4.ª/5.ª 6,3/7,7/10,5 s
80-120 km/h 4.ª/5.ª/6.ª 9,2/10,8/13,8 s
Travagem
100-0/50-0km/h 38,2/9,3 m
Consumos
Consumo médio 7,1 l/100km
Autonomia 676 km

Conte-nos a sua opinião 0

TESTE