VW Golf GTi TCR

O (en)canto do Golf

TESTE

Por Paulo Sérgio Cardoso 19-01-2020 09:05

Fotos: Gonçalo Martins

Não passa de uma crença de que o belo cisne branco, mudo durante a vida, apenas quando pressentindo o momento da sua morte, cantaria uma harmoniosa melodia de despedida. Lenda ou figuração, nos dias de hoje tantas vezes utilizada para qualificar a derradeira (e mais importante) obra da vida de um artista, ou um momento de máxima inspiração que, no caso do Golf GTI, passará do campo místico para o mítico (enquanto desportivo de renome), com o TCR a fechar esta sétima geração do compacto.

A sigla TCR, alusiva ao campeonato de Touring Car Racing onde a VW participa com o Golf, representa acréscimo de exclusividade face ao GTI, quer na imagem, quer na experiência de condução. Sob o capot, o motor 2 litros turbo a gasolina vê a potência subir até aos 290 cv, bem mais eloquentes relativamente aos 245 do Golf GTI Performance, deste herdando, por exemplo, a presença do diferencial autoblocante no eixo dianteiro motriz. Assim, a tração mantém-se só às rodas da frente (a VW tem ainda o Golf R de 310 cv e tração integral, modelo de diferentes características na arte da condução) e entregue via caixa automática DSG de 6 relações, permitindo trocas quer na alavanca, quer nas (pequenas) patilhas colocadas no volante.

Ao condutor é ainda possível moldar as atitudes do veículo através dos cinco modos de condução, incluindo o Individual, onde se pode conjugar, individualmente, a resposta de motor, diferencial, caixa e suspensão à la carte.

Por fora, o tom cinza Pure (sem custos) é exclusivo do TCR, embora existam outras na paleta de cores, à escolha. Os autocolantes nas portas e a raça dos para-choques levanta suspeitas quanto a que Golf GTI será este, culminando com as saídas de escape específicas e acusticamente afinadas com um ligeiro (e nada incomodativo) engrossar da voz, ainda mais carregado quando selecionado o modo de condução mais desportivo. Já as jantes negras de 19’’ presentes na unidade testada fazem parte de um conjunto de opcionais que, por 2319 €, resulta em distintas características dinâmicas, caso da adoção de pneus para circuito, que estão igualmente homologados para estrada (Michelin Sport Cup 2), afinação mais firme no eixo traseiro e a subida da velocidade máxima até aos 260 km/h.

Abrindo as portas, a sigla TCR surge projetada no chão a partir dos espelhos retrovisores – os quais podem contar com capas em carbono, por 535 € – surgindo depois à vista os bancos de revestimentos específicos, misturando camurça e tecido, com a decoração a vermelho a generalizar-se um pouco por todo o habitáculo. Novidade é, também, o volante com marca de zona central, ou ainda a direção progressiva que não faz mais que duas voltas entre topos. Atrás do volante brilha o painel de instrumentos digital que muito ajuda a tornar o habitáculo do Golf tecnologicamente atual, com diversos cenários informativos de ótima qualidade e clareza informativa, o mesmo se passando com o visor central tátil no tablier.

O fulgor dos 290 cv é rapidamente sentido pela forma como o TCR salta para a frente desde baixo regime e desmultiplica rotação em velocidade, facilmente tocando no red line (e trocando automaticamente de relação) num intenso ímpeto desportivo. As performances aferidas ajudam a compreender o fulgor mecânico, ao ser 1 segundo mais rápido de 0-100 km/h, ganhando praticamente 2 s ao fim do quilómetro de arranque, face ao GTI Performance de 245 cv. A condução resulta sempre mais intensa e direta, embora sem reações intempestivas, pelo que mesmo nesta versão mais radical, o Golf não perde a compostura ou facilidade de utilização.

Depois de atingir a temperatura ideal de funcionamento, os Michelin Sport Cup 2 muito contribuem para que o eixo dianteiro siga sempre bem colado ao alcatrão, em otimização da motricidade. O que permite ao TCR ser guiado de modos eficazes e cirúrgicos de precisão, com todo o chassis a acompanhar a velocidade levada para o interior das curvas, particularmente as mais rápidas. Basta desligar o controlo de tração para que as reações do eixo dianteiro sejam ainda mais gratificantes, apoiadas no trabalho do autoblocante que gere de forma eficaz o ímpeto dos 290 cv. Igualmente consistente são as reações do pedal de travão e potência acrescida do sistema desta versão, não só na forma como encurta as distâncias de travagem, como ainda na resistência. O trabalho da caixa automática, sem surpreender pelo empenho, ajuda na exploração e na simplificação do uso quotidiano deste desportivo para toda a obra!

Até em versões radicais (e em final de vida, pois a apresentação da oitava geração está desde já agendada para 24 de outubro) o Golf mantém a consistência qualitativa, aliando performances de elevado gabarito e uma apurada atitude dinâmica que em nada desvirtua a sigla TCR, com origem na competição. O preço é elevado, em sintonia com o carácter exclusivo deste GTI, marcado por imagem distinta e interior refinado nos acabamentos, onde nem falta instrumentação digital.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

VOLKSWAGEN GOLF

GTI TCR

Motor
Arquitetura 4 cilindros em linha
Capacidade 1984 cc
Alimentação Inj. direta, Turbo, Intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16 v
Potência 290 cv/5400-6500 rpm
Binário 380 Nm/1950-5300 rpm
Transmissão
Tração Dianteira
Caixa de velocidades Aut., dupla embraiagem, 7 vel.
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson
Suspensão T Ind. Multibraços
Travões F/T Discos vent. e perf./Discos vent
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/10,9 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,268/1,790/1,482 m
Distância entre eixos 2,626m
Mala 380-1270 litros
Depósito de combustível 50 litros
Pneus F 7,5jx18 - 225/40 R18
Pneus T 7,5jx18 - 225/40 R18
Peso 1430 kg
Relação peso/potência 4,9 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 250 km/h
Acel. 0-100 km/h 5,6 s
Consumo médio 7,7 l/100 km
Emissões de CO2 175 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 4 anos ou 80.000 km
Pintura/Corrosão 3/12 anos
Intervalos entre revisões 30000 km
Imposto de circulação (IUC) 238,66 €

Medições

VOLKSWAGEN

Acelerações
0-50 km/h 2,6 s
0-100 / 130 km/h 5,6/8,2 s
0-400 / 0-1000 m 14,7/24,6 s
Recuperações
40-80 km/h (D) 2,3 s
60-100 km/h (D) 2,6 s
80-120 km/h (D) 3 s
Travagem
100-0/50-0km/h 35,5/ 8,8 m
Consumos
Consumo médio 9,1 l/100km
Autonomia 549 km

Conte-nos a sua opinião 0

TESTE