BMW X7 M50d

Tudo em grande

TESTE

Por Paulo Sérgio Cardoso 04-01-2020 14:35

Fotos: Gonçalo Martins

O X7 é um colosso não apenas por ser grande ou o maior SUV de sempre na história da BMW. Pela primeira vez, a marca tem verdadeiro SUV com lotação para 6 ou 7 ocupantes viajarem em conforto e comodidade, sem esquecer as virtudes de uma berlina de luxo, quer no que respeita aos equipamentos, qualidade ou mesmo às mordomias.

Aquele que se apresenta como o SUV do Série 7 (tendo como principal concorrente Mercedes GLS, o SUV do Classe S...) é não só imponente pelos mais de 5 metros de comprimento e 2 de largura, como a grelha dianteira (também a maior alguma vez presente num BMW) enfatiza a sensação. Tanto volume abre espaço à presença de três filas de bancos, podendo a central contar apenas com duas poltronas (880 €) no lugar de banco corrido, com ajustes elétricos independentes, quer seja na regulação do ângulo das costas, quer no comprimento (14,5 cm). O condutor, através de comando na porta, pode também ajustar estes dois bancos traseiros.

À frente, como não poderia deixar de ser, os bancos podem somar diversos mimos de bem-estar aos revestimentos em pele e aos ajustes elétricos base, caso dos bancos Comfort com mais comandos elétricos (caso do ajuste independente da zona superior das costas ou da largura), funções de massagem, aquecimento e ventilação ativa. O volante também inclui ajuste elétrico e a posição de condução resulta sempre sobranceira sobre a estrada.

Além da imensidão de espaço em qualquer lugar (mesmo na terceira fila) e de sistema de ar condicionado com quatro zonas de ajuste independente (que pode ainda ganhar uma quinta, apenas para a terceira fila), o X7 soma, de série, a presença de generoso teto de abrir panorâmico, com três painéis em vidro.

Aceder aos dois últimos lugares é tarefa relativamente simples, fruto do deslizar e rebatimento elétrico dos bancos da fila central, libertando espaço sem qualquer esforço. A mesma filosofia utilizada para elevar ou rebater os dois bancos individuais da terceira fila, cuja operação pode ser realizada através de botões localizados na parede da bagageira. A única atividade a requerer intervenção manual é o elevar dos encostos de cabeça. Os revestimentos da bagageira seguem a tendência do restante habitáculo, de qualidade imaculada. Sob o piso existe espaço para acondicionar a chapeleira de enrolador (para colocar na configuração de apenas duas filas) ou para guardar a mais pequena cobertura (em alcantara!) para tapar os 326 litros de mala que sobram com as três filas erguidas. Elétrico é também o processo de abertura e fecho dos dois portões traseiros (superior e inferior). Ou seja, toda e qualquer mutação no habitáculo e/ou articulação dos elementos de versatilidade não requer qualquer tipo de esforço, ao melhor estilo de um veículo de luxo.

A experiência de condução será dominada por várias áreas, desde a interação com o completo e intuitivo sistema multimédia (última geração iDrive, que além de comando rotativo aceita ordens táteis no monitor central de 12,3’’), à utilização dinâmica do X7. Em particular este M50d, com portentoso Diesel de 3 litros e 6 cilindros, que apetrechado de 4 turbos, não se coíbe de apresentar desempenho de desportivo, fruto dos 400 cv e 760 Nm de binário. Tudo devidamente controlado (e bem aproveitado) pela combinação do sistema de tração integral – que nesta versão inclui diferencial traseiro desportivo M – e atuação da suspensão pneumática de distância ao solo ajustada de forma automática em andamento, ou com curso de 40 mm (para cima ou para baixo) selecionável pelo condutor, ora para facilitar o acesso, ora para situações fora de estrada. Ainda terá de se adicionar o desempenho da caixa automática de 8 velocidades (que não deixa de lado função Launch Control para rubricar 5,4 s no arranque 0-100 km/h!), a presença de eixo traseiro direcional, rodas de grandes dimensões (aqui com opcionais pneus mistos de 22’’ – 275/40 à frente e 315/35 atrás, por 1660 €), e ainda o opcional Executive Drive Pro (3980 €) composto por tecnologia de barra estabilizadoras ativas, que ajudam a minimizar o rolamento e inclinação da carroçaria em curva.

Assim revestido, este X7 M50d possibilita grande aproveitamento da potência em prol do envolvimento com a condução, não se ficando como um grande SUV para acelerar apenas nas retas. A estonteante capacidade motriz alia-se ao trabalho do diferencial traseiro para promover agilidade à saída das curvas, mas sem que o X7 saia da linha. Todo o conjunto está afinado para que o primeiro sinal de alarme surja pelo alargar da trajetória por parte do eixo dianteiro, com atuação imediata do controlo de tração. Mas, desativando-o (função DTC do controlo de estabilidade) o X7 ganha superior fluidez de movimentos, com resposta incrivelmente pronta à direção.

As performances são de sonho tendo em conta as mais de 2,5 toneladas e a sonoridade de escape pode até ser desportiva (rouca) de mais! As diferenças entre os modos de condução são realmente transparentes ao condutor e até a travagem, além de poderosa, assume equilíbrio notório face às dimensões de tão colossal SUV.

Chega a ser impressionante como o X7 aproveita o potencial dos 400 cv/760 Nm. É difícil encontrar outro veículo com esta configuração capaz de conciliar as performances elevadas com a agilidade em estrada, interferindo tão pouco no conforto de rolamento, que se mantém altíssimo. E isso impunha-se, uma vez que a comodidade no interior é exponencial, apadrinhada por muitos equipamentos, ergonomia e tecnologia de ponta, quer ao serviço do bem-estar, quer no aproveitamento da versatilidade enquanto SUV. 

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

BMW X7

M50d

Motor
Arquitetura 6 cilindros em linha
Capacidade 2993 cc
Alimentação Injeção direta, turbo (4), intercooler
Distribuição 2 a.c.c./24v
Potência 400 cv/4400 rpm
Binário 760 Nm/2000-3000 rpm
Transmissão
Tração Integral
Caixa de velocidades Automática de 8 velocidades
Chassis
Suspensão F Duplos triângulos, pneumática
Suspensão T Ind. Multibraços, pneumática
Travões F/T Discos ventilados
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/13 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 5,151/2,000/1,805 m
Distância entre eixos 3,105m
Mala 326-750-2120 litros
Depósito de combustível 80 litros
Pneus F 9.5jx21 - 285/45 R21
Pneus T 9.5jx21 - 285/45 R21
Peso 2535 kg
Relação peso/potência 6,3 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 250 km/h
Acel. 0-100 km/h 5,4 s
Consumo médio 9 l/100 km
Emissões de CO2 234 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 2 anos sem limite de km
Pintura/Corrosão 3/12 anos
Intervalos entre revisões 30000 km
Imposto de circulação (IUC) 789,8 €

Medições

BMW

Acelerações
0-50 km/h 2 s
0-100 / 130 km/h 5,4/9 s
0-400 / 0-1000 m 13,5/25,1 s
Recuperações
40-80 km/h (D) 2,8 s
60-100 km/h (D) 3 s
80-120 km/h (D) 3,7 s
Travagem
100-0/50-0km/h 34,8/8,9 m
Consumos
Consumo médio 10,3 l/100km
Autonomia 776 km

Conte-nos a sua opinião 0

TESTE