Novo BMW 3.0 CSL à imagem do Batmobile dos anos 70

Atualidade

Por AF 24-11-2022 08:50

Para fechar o ano de comemoração do 50.º Aniversário da M, um modelo único, do qual serão produzidas apenas 50 unidades. Traz à lembrança o 3.0 CSL de outros tempos, faz uso do mais potente '6 em linha' da BMW, com 560 cv, e é modelo homologado para estrada.

O BMW 3.0 CSL surge como a reunião de todos os talentos que marcaram a história de 'saber fazer desportivos' da BMW nos últimos cinquenta anos. É um veículo único - não é uma M4 Coupé ou M8 Coupé - munido de tudo o que é mais tradicional à marca, caso de motor de arquitetura de seis cilindros, tração traseira, caixa manual, impactante carroçaria coupé e baixo peso.

Por tudo isso, e para assegurar a exclusividade e o marco histórico, o 3.0 CSL será produzido numa série muito limitada de não mais que 50 unidades, trazendo à memória o estilo e a presença não menos marcante do anterior e histórico 3.0 CSL. As 50 unidades serão produzidas em apenas 3 meses.

A sigla CSL (Coupé, Sport, Lightweight) sintetiza a receita de um modelo que surge fabricado maioritariamente em carbono e que foi sujeito a vários testes aerodinâmicos para a melhor integração da generosa asa traseira (ao melhor estilo Batmobile) e das larguíssimas cavas de roda. As óticas dianteiras com tecnologia Laser têm contornos a amarelo, uma referência aos antigos GT de competição. O peso final fica-se nos 1624 kg, permitindo uma relação peso/potência de apenas 2,9 kg/cv.

A composição da vista lateral coupé é ainda marcada pelas jantes forjadas em dourado (20'' à frente e 21'' atrás), em que até os pneus Michelin são ainda mais especiais do que o habitual, ao surgirem com a inscrição '50' na zona do perfil! Pintura, decoração (com todas as evidências e cores da M) foram alvo de cuidados especiais, com os painéis em carbono a serem pintados manualmente, durante seis dias.

Sob o capot, a mais potente derivação para circular em estrada do bloco 3.0 sobrealimentado, de 6 cilindros em linha, a render 560 cv e 550 Nm de binário, com corte às 7200 rpm. É uma evolução da versão de 510 cv utilizada nos M3/M4 Competition, contando com peças específicas fabricadas em materiais mais resistentes e com tecnologia de impressão 3D.

A tração é apenas às rodas traseiras, sendo gerida por uma caixa manual de 6 velocidades desenvolvida especificamente para o 3.0 CSL, com punho específico em branco e inscrição '50', mais um tributo ao histórico 3.0 CSL. Como não poderia deixar de ser, a BMW instalou um diferencial ativo (capaz de encaminhar a totalidade da potência para só uma das rodas traseiras), o qual trabalha em conjunto com o sistema de controlo de tração e estabilidade.

As ligações ao solo foram igualmente desenvolvidas e pensadas para as capacidades e emoções a transmitir por tão carismático modelo, com controlo eletrónico do amortecimento, a que se junta direção variável especificamente calibrada e travagem a cargo de conjunto de discos carbocerâmicos - a sensibilidade do pedal de travão é uma das muitas regulações possíveis de ajustar através do sistema multimédia.

O interior segue a receita de baixo peso do exterior, com muito carbono à vista e bancos especialmente desenvolvidos à imagem de exclusividade do 3.0 CSL, em que apenas é possível ajustar manual o comprimento - altura e inclinação só em fábrica. Com o carbono misturam-se superfícies em Alcantara, ao melhor estilo competição, não faltando inscrição da numeração da unidade, variando de #01/50 até #50/50.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade