Lamborghini produziu o último Aventador. Toda a história de um ícone

Reportagem

Por VM 27-09-2022 18:47

Ao fim de 11 anos e 11.465 unidades depois, a Lamborghini fabricou a última unidade do Aventador.  O exemplar, um LP 780-4 Ultimae Roadster, marca igualmente a despedida do V12 atmosférico da marca italiana, na configuração mais potente de 780 cv, e com pintura especial da divisão de personalização Ad Personam.

Para o lugar do Aventador será apresentado no final deste ano um modelo híbrido plug-in, também de base V12.

O Aventador posicionado no topo de gama do fabricante italiano do consórcio Volkswagen desde 2011, sucedendo ao Murciélago, inicialmente, contava com V12 6.5 de 700 cv. A Lamborghini planeava produzir apenas 4000 exemplares, considerando que fabricou 4099 unidades do antecessor entre 2001 e 2010, mas os responsáveis do fabricante de Sant’Agata Bolognese, de modo compreensível, mudaram de ideias durante a primavera de 2016, após a transposição da barreira dos 5000 automóveis. Entretanto, introdução de mais variantes e versões no catálogo: LP 700-4 Roadster (2013), LP 750-4 SuperVeloce (2015) e LP 750-4 SuperVeloce Roadster (2016).

Em 2016, atualização da espécie e lançamento do LP 740-4 S com V12 ainda mais musculado, com 740 cv em vez de 700 cv. O ano passado, esta intervenção beneficiou o descapotável (Roadster). Em 2018, topo de gama novo, o SVJ, com produção limitada a apenas 900 exemplares, com entrega das primeiras unidades prometida para o princípio de 2019.

Entre os muitos cartões-de--visita, recorde da volta ao circuito de Nürburgring-Nordschleife para automóveis produzidos de série, com 20,81 km em 6.44,97 minutos!

Os italianos anunciam velocidade máxima de 350 km/h e aceleração 0-100 km/h em 2,8 s.

A edição especial SVJ 63 homenageava o ano de fundação da marca, admite só a decoração nas imagens, que expõe (mais!) os elementos em fibra de carbono na carroçaria e tem edição limitada a 63 unidades – e este número inclui-se no total de 900 exemplares!

No Aventador SVJ, manutenção do V12 6.5, mas o motor beneficiou de otimização que melhorar o rendimento (entre as novidades técnicas, coletor da admissão em titânio). A potência acelera de 740 cv para 770 cv.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Reportagem