ONU pede o fim dos motores a combustão

Atualidade

Por AUTO FOCO 15-10-2021 17:30

A Organização das Nações Unidas (ONU) propôs que os países desenvolvidos parem de produzir veículos com motores a combustão até 2035, uma meta que foi avançada pelo próprio secretário-geral, o português António Guterres.

A proposta define um alargamento desse prazo até 2040 para os países em vias de desenvolvimento, até porque alguns mercados já estabeleceram datas concretas para interromper o registo de veículos novos equipados com motores a gasolina, Diesel, híbridos ou a gás natural.

Pela primeira vez, a Organização das Nações Unidas (ONU) propôs uma meta comum, tendo António Guterres formulado essa intenção numa conferência sobre transportes em Pequim, na China, de modo a que sejam cumpridos os compromissos de combate às mudanças climáticas.

«Os governos têm de incentivar opções de transporte limpo, até mesmo por meio de normas e impostos, e impor uma regulamentação mais rígida nas infraestruturas e nas vendas», disse Guterres. O secretário-geral da ONU preconiza ainda que o transporte marítimo e a aviação internacional – setores deixados de fora dos planos de redução das emissões –, atinjam «emissões zero» em 2050».

E adianta: «as empresas de aviação devem começar a usar combustíveis sustentáveis a fim de reduzir as emissões de carbono por passageiro em cerca de 65% até 2050».

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade