400 mil prometem bloqueios de estradas e ‘greve’ aos combustíveis

Em menos de um dia, movimento de protesto na Internet contra o aumento dos preços dos combustíveis já conta com mais de 340 mil membros.

Atualidade

Por AF 14-10-2021 20:55

Portugueses mobilizados contra os aumentos dos combustíveis. Na rede social Facebook, um grupo com o nome “Greve aos combustíveis” já tem perto de 400 mil membros.

Estudam formas de luta diversas e prometem ‘greves’ ao abastecimento para esta sexta-feira, 15 de outubro, e para os próximos dias 21, 22, 28 e 29.

“Se estás contra estes preços dos combustíveis participa neste grupo e nas greves aos combustíveis”, pode ler-se naquela página. “Convida os teus amigos a aderir e vamos fazer a união para que este governo e todos os outros percebam o mal que nos fazem todos os dias. Vamos “lutar”, sejamos ricos, classe média ou classe baixa… Todos nós sofremos com isto “, pode ler-se na página.

Além do boicote aos combustíveis, o grupo também defende a realização de bloqueios de estradas nas duas pontes sobre o Tejo, recuperando-se as imagens do buzinão de 24 de junho de 1994, quando camiões bloquearam o acesso sul da ponte 25 de abril em protesto contra o aumento dos preços das portagens.

Imagens partilhadas naquela rede social remetem para preço dos combustíveis em Espanha, com valores por litro entre 20 e 30 cêntimos inferiores aos praticados em Portugal.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade