Novos radares: estimativa aponta para 13 milhões € de receita

Atualidade

Por AUTO FOCO 12-10-2021 17:58

De acordo com a proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), os novos radares de controlo de velocidade terão um impacto estimado nas receitas públicas na ordem dos 13 milhões €.

O investimento a efetuar nos denominados sistemas de tecnologia de informação e de comunicação levará a um aumento de receita bastante significativo, com base no próprio alargamento da Rede Nacional de Fiscalização Automática de Velocidade (vulgo SINCRO) e através da aquisição de novos radares.

O executivo sublinha que o investimento passará ainda pelo desenvolvimento do sistema de Contraordenações de Trânsito (SCOT+), o qual irá gerar uma poupança na ordem dos 2,4 milhões € por via da desmaterialização do processo contraordenacional.

Na área dedicada à segurança rodoviária, a proposta do OE2022 refere que pretende reforçar a «fiscalização das condições de segurança das infraestruturas e das infrações por velocidade, através da expansão da Rede Nacional de Fiscalização Automática de Velocidade», sendo desenvolvidas iniciativas para «aumentar a eficiência do setor, nomeadamente no levantamento das ocorrências dos acidentes rodoviários e no processo contraordenacional».

Em 2022, o executivo dará continuidade à execução da Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária 2021-2030 — Visão Zero 2030, que se baseia «no sistema de transporte seguro e na visão zero, como eixos fundamentais estruturantes dos objetivos e medidas de prevenção e combate à sinistralidade na rede rodoviária a estabelecer e a implementar».

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade