Futuro para os salões do automóvel? 400.000 visitaram o IAA em Munique

As notícias da morte dos salões do automóvel foram manifestamente exageradas: Mais de 400.000 visitaram o IAA de Munique; 67% eram jovens com menos de 40 anos de idade...

Atualidade

Por Vitor M. da Silva 13-09-2021 12:08

De ano para ano e exposição após exposição, cada vez mais empresas privilegiam eventos próprios, muito mais direcionados para clientes, como alternativa aos grandes certames do automóvel que impõem investimentos impossíveis de recuperar, precisamente a razão por trás do declínio de eventos que são acontecimentos tão antigos como a indústria.

A epidemia do coronavírus só veio acelerar os prognósticos menos favoráveis para o calendário das grandes mostras internacionais, e logo quando as marcas estão confrontadas como nunca com a emergência da eletrificação do automóvel para o cumprimento das normas antipoluição na Europa. Uma missão (quase) impossível… e que esgota recursos.

Neste contexto, o IAA (Alemanha) mudou-se de Frankfurt para Munique, num novo formato teoricamente mais adaptado ao novo paradigma de mobilidade, com números animadores.   

Nos seis dias do IAA MOBILITY 2021, o certame bávaro recebeu mais de 400.000 visitantes dos quais 67% tinham menos de 40 idade. Há futuro para os salões?

No número de visitas diárias, aumento de 32% face aos números da última edição do IAA em Frankfurt. 86% avaliaram com nota máxima o novo conceito.

Sucesso global

De acordo com o balanço oficial, em Munique estiveram 3500 jornalistas de 95 países diferentes acreditados para o evento, que contou com a presença de 744 expositores e mais de 900 oradores de 32 nacionalidades.

“Nós demos um passo muito corajoso e fomos compensados pelos visitantes”, afirmou Hildegard Müller, presidente da associação alemã da indústria automóvel (VDA), organizadora do primeiro IAA MOBILITY. “400.000 participantes em apenas seis dias foi uma resposta clara. Os visitantes estiveram claramente interessados e deliciados com a experiência. O IAA MOBILITY é agora o maior evento de mobilidade do mundo. Novos automóveis elétricos, bicicletas, e-scooters, políticas energéticas e planeamento urbano, digitalização e muito mais – aqui em Munique apresentámos e discutimos o que é precisamos de pensar para o futuro”, explicou.  

Na feira da mobilidade alemã, a organização contou mais de 100 estreias, um “claro sinal de que as exposições internacionais na Alemanha são novamente possíveis”, acrescentou Klaus Dittrich, CEO do complexo de exposições em Munique.

O IAA MOBILITY em números:

744 expositores

75 fabricantes de bicicletas

152 fabricantes de componentes

78 startups

 40 parceiros nationais e internationais

260.000 metros quadrados

255 veículos de apoio

7000 test drives

936 oradores

400.000 visitas

3500 jornalistas

95 nacionalidades

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade