Ricciardo e McLaren ganham Grande Prémio de Itália

Fórmula 1

Por José Caetano 12-09-2021 15:28

Daniel Ricciardo, em Mclaren-Mercedes, venceu a edição 72 do Grande Prémio de Itália, ronda 14 do Mundial de Fórmula 1 de 2021, corrida marcada por incidente entre os dois primeiros classificados no campeonato, Max Verstappen e Lewis Hamilton, que abandonaram na 26.ª das 53 voltas da corrida, com Red Bull-Honda do neerlandês imobilizado sobre o Mercedes-AMG do britânico, no exterior da Variante del Rettifilo!

 

O incidente, polémico, além de já alimentar muitas discussões, pode originar penalização para qualquer dos pilotos no próximo grande prémio, mas não influenciou o resultado de corrida que Ricciardo dominou quase de fio a pavio, cedendo a liderança que conquistou após a partida, depois de arrancar de 2.º e ultrapassar o piloto na «pole position», Verstappen, na travagem para a curva 1, apenas após a paragem obrigatória para mudança de pneus.

 

Lando Norris, também em McLaren-Mercedes, terminou na 2.ª posição e Valtteri Bottas, em Mercedes-AMG, acabou na 3.ª, depois de arrancar do final da grelha de partida, devido à mudança da unidade de potência do monolugar. Na véspera, o finlandês ganhou a corrida de qualificação, mas o 2.º classificado no «sprint» de 18 voltas, Verstappen, acabou por herdar a «pole position». Hoje, em Monza, Bottas até acabou em 4.º, mas uma penalização de 5 segundos a Pérez, por ultrapassagem irregular fora dos limites da pista, despromoveu o mexicano a 5.º e promoveu Bottas e Leclerc na classificação final.

 

Ricciardo, que ingressou na McLaren-Mercedes no início da temporada, depois de duas temporadas na Renault, somou a 8ª vitória na Fórmula 1, repetindo resultado que não conseguia desde o Mónaco-2018, então como piloto da Red Bull. Já o jejum da escuderia britânica foi muitíssimo mais longo: a McLaren não vencia desde o Brasil-2012 (Jenson Button), nem colocava dois pilotos nas duas primeiras posições do pódio desde o Canadá-2010 (Button e Hamilton).

 

Classificações

1º Daniel Ricciardo, McLaren-Mercedes, 1:21.54,365 horas

2.º Lando Norris, McLaren-Mercedes, +1,747 s

3.º Valtteri Bottas, Mercedes-AMG, +4,921 s

4.º Charles Leclerc, Ferrari, +7,309 s

5.º Sergio Pérez, Red Bull-Honda, +8,723 s

6.º Carlos Sainz, Ferrari, +10,535 s

7.º Lance Stroll, Aston Martin-Mercedes, +15,804 s

8.º Fernando Alonso, Alpine-Renault, +17,201 s

9.º George Russell, Williams-Mercedes, +19,742 s

10.º Esteban Ocon, Alpine-Renault, +20,868 s

11.º Nicholas Latifi, Williams-Mercedes, +23,743 s

12.º Sebastian Vettel, Aston Martin-Mercedes, +24,621 s

13.º Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo-Ferrari, +27,216 s

14.º Robert Kubica, Alfa Romeo-Ferrari +29,769 s

15.º Mick Schumacher, Haas-Ferrari, +51,088 s

Volta mais rápida: Daniel Ricciardo, McLaren-Mercedes, com 1.24,812 m, na volta 53.

Próximo Grande Prémio (15.º: Rússia (Sochi), no dia 26.  

 

Mundial de Pilotos

1.º Max Verstappen, 226,5 pontos

2.º Lewis Hamilton, 221,5 pontos

3.º Valtteri Bottas, 141 pontos

4.º Lando Norris, 132 pontos

5.º Sergio Pérez, 118 pontos

6.º Charles Leclerc, 104 pontos

7.º Carlos Sainz, 97,5 pontos

8.º Daniel Ricciardo, 83 pontos

9.º Pierre Gasly, 66 pontos

10.º Fernando Alonso, 50 pontos

11.º Esteban Ocon, 45 pontos

12.º Sebastian Vettel, 35 pontos

13.º Lance Stroll, 24 pontos

14.º Yuki Tsunoda, 18 pontos

15.º George Russell, 15 pontos

16.º Nicholas Latifi, 7 pontos

17.º Kimi Räikkönen, 2 pontos

18.º Antonio Giovinazzi, 1 ponto

19.º Mick Schumacher, 0 pontos

20.º Robert Kubica, 0 pontos

21.º Nikita Mazepin, 0 pontos

 

Mundial de Construtores

1.º Mercedes-AMG, 362,5 pontos

2.º Red Bull-Honda, 344,5 pontos

3.º McLaren-Mercedes, 215 pontos

4.º Ferrari, 201,5 pontos

5.º Alpine-Renault, 95 pontos

6.º AlphaTauri-Honda, 84 pontos

7.º Aston Martin-Mercedes, 59 pontos

8.º Williams-Mercedes, 22 pontos

9.º Alfa Romeo-Ferrari, 3 pontos

10.º Haas-Ferrari, 0 pontos

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 6

Filósofo-Rei
13-09-2021 00:00

Fim de semana em cheio: no futebol o Benfica goleia, as comadres empatam-se, CR7 regressa à verdadeira casa em grande, com golaço também de Bruno F, Rafael Guerreiro também marca; na F1 os dois egos engalfinham-se e a McLaren faz a dobradinha; no ténis Raducanu ganha e Djokovic perde. Perfeito

Portohurensoehne
12-09-2021 18:58

Hamilton claramente teve mais culpa, não ofereceu espaço mínimo e quando Verstappen pisa a salchicha do Kurb o carro levanta. Max está se nas tintas, continua na frente.

san70
12-09-2021 17:39

Só quando morrer alguém é que vão castigar o Verstappen. Mas esta formula 1 que não corre pq está a chover e é perigoso não consegue ver o que está constantemente a acontecer dentro da pista sempre que alguém se chega perto desse menino.

R@banete
12-09-2021 16:16

Desta vez não houve investigação, desta vez não houve chorões a pedir a cabeça do verstapen por ter prejudicado a corrida do Hamilton, desta vez, a FIA esteve no seu melhor. Palhaçada

augsoares
12-09-2021 16:02

Parabéns à Mclaren. É sempre bom ver novas equipas a lutarem pelos lugares cimeiros, sobretudo se ficarem à frente da Mercedes. Na questão do acidente entre o Hamilton e o Verstappen foi interessante ver que a segurança dos F1 funcionou bem.

< 1 2 > 

Noticias Relacionadas

Fórmula 1