VW Multivan T7: Aí está o ‘Pão de Forma’ da era moderna!

Geração 100% nova do VW Multivan reinventa o conceito do mítico ‘Pão de Forma’, versátil, tecnológico e eletrificado.

Vídeos

Por Vitor M. da Silva 11-06-2021 10:51

A VW apresentou a 7.ª geração do Multivan, a primeira sobre a plataforma transversal modular MQB do Grupo, a permitir vários níveis de eletrificação. Herdeiro espiritual do mítico Pão de Forma, o novo MPV combina a receita original de espaço, flexibilidade e versatilidade, com o que de melhor e mais sofisticado existe no banco de órgãos do construtor alemão.

Disponível nas linhas de equipamento “Multivan”, “Life” e “Style”, todas pensadas para famílias e pessoas ativas e desportivas, o Multivan T7 chega a Portugal no final do ano com motorizações a gasolina e, pela primeira vez, numa na versão e-Hybrid, a permitir condução em modo exclusivamente elétrico. Os Diesel chegam numa segunda fase do lançamento.

Espaço para tudo

Com 1941 mm de largura, excluindo os espelhos retrovisores elétricos retráteis, 4973 mm de comprimento e 1903 mm de altura, o Multivan T7 tem 3124 mm na distância entre-eixos na versão base (mais tarde, versão longa, com um comprimento de 5173 mm), medidas que traduzem compartimente traseiro invulgarmente espaçoso, a que se acede através da porta traseira com abertura elétrica (em opção), operada através de um controlo pelo pé (Easy open & close) ou das duas portas deslizantes que abrem e fecham eletricamente, de série, na versão “Style” e níveis superiores.

No interior, destaque para o sistema de bancos mais flexível de toda a história do Pão de Forma, a começar pela posição elevada dos bancos dianteiros, giratórios para permitirem um maior conforto e o convívio facilitado entre todos os passageiros das 2ª e 3ª filas.

Um sistema de calhas contínuo garante que todos os bancos podem facilmente deslizar para a posição que for mais prática e confortável. Os novos assentos individuais na segunda e terceira filas, com práticas mesas rebatíveis, são até 25% mais leves. Dependendo da especificação e posição no habitáculo, pesam entre 23 e 29 kg.

Todos os bancos são individuais, podendo ajustar-se cada um à forma confortável que cada passageiro prefere. Ao mesmo tempo, os novos bancos individuais da segunda e terceira filas são extremamente leves, podendo ser deslocados com facilidade para a posição pretendida. O inovador sistema de calhas funciona de ponta a ponta, ou seja, desde a bagageira até às costas do banco do condutor. Isso torna a disposição dos assentos muito flexível. Pode remover-se com a maior das facilidades, por exemplo, os bancos de um lado da viatura para transportar bicicletas no interior.

O interior é completamente novo, incluindo o painel de bordo, equipado de série com o “Digital Cockpit” e o sistema de informação “Ready 2 Discover”, integrado com os serviços online do ‘We Connect” e do ‘We Connect Plus. A maioria dos controlos foi projetada como teclas e botões de toque digital.

Mesa multifunções

Até hoje, muitas soluções de mesa no interior de viaturas foram tentadas, desde o pequeno tampo rebatível nas costas do banco da frente, à mesa integrada no painel lateral, ou guardada na porta de correr. Graças a um novo sistema de calhas, a mesa do novo Multivan pode ser movida e arrumada na parte de trás.

São quase infinitas as posições em que pode ficar. E, como as calhas principais se estendem até à frente, entre o banco do condutor e do pendura, a mesa também pode ser usada como uma consola central na primeira fila de bancos.

Entre 469 e 4053 litros para bagagem

A versão base do Multivan, carregado até a altura do teto atrás da terceira fileira de assentos, pode transportar 469 litros de bagagem; carregado até atrás da segunda fila, a volumetria sobe para 1844 (1850 litros com teto de vidro panorâmico). Se a capacidade total de carga for utilizada na altura do teto, atrás da primeira fileira de assentos, chega-se a 3672 litros.

Os valores correspondentes para a versão de carroçaria mais longa são de 763, 2171 e 4005 litros (4053 litros com teto de vidro panorâmico), respetivamente.

Gasolina, Diesel e Híbrido ‘plug-in’

Na gama, dois motores a gasolina (1.5 TSI de 136 CV e 2.0 TSI de 204 CV), a que se junta o híbrido plug-in, eHybrid, que combina motor 1.4 TSI de 150 CV e unidade elétrica de 85 kW para uma potência combinada de 218 CV e autonomia para cerca de 50 quilómetros elétricos. O sistema está associado a bateria de iões de lítio de 13 kWh, instalada no piso.

Mais tarde chegará a opção Diesel, com o 2.0 TDI de 150 CV. Todas as mecânicas estão disponíveis com a caixa automática DSG de dupla embraiagem e 7 relações.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Vídeos