WTCR muda-se de Vila Real para o Estoril

Segunda etapa da 4.ª edição da Taça do Mundo de Turismos (WTCR) realiza-se no nosso País, mas pandemia da COVID-19 obriga a substituição do circuito citadino por uma pista permanente

Automobilismo

Por José Caetano 10-05-2021 15:30

A edição de 2021 da Taça do Mundo de Turismos (WTCR), a 4.ª do campeonato que substituiu o Mundial (WTCC) em 2018, tem arranque marcado para o Nordschleife, no Nürburgring, na Alemanha, a 3 e 4 de junho. A segunda etapa do campeonato com oito rondas e 16 corridas realizar-se-á em Portugal a 26 e 27 de junho, mas a organização da competição, cargo do Eurosport Event, reagindo às restrições impostas pela pandemia da COVID-19, decidiu organizá-la no Circuito de Estoril e não no de Vila Real, por o primeiro facilitar o cumprimento das medidas sanitárias planeadas pelo governo até agosto. Entre os participantes, Tiago Monteiro. Aos 44 anos, o piloto prepara-se para a 15.ª temporada na categoria, 10.ª com a Honda, novamente volante de um Civic Type R da equipa alemã Münnich Motorsport.

 

Confirmada a mudança de local da competição, o Eurosport Events, renovando o voto de confiança no Circuito de Vila Real, que não recebeu a edição de 2020, cancelada devido à pandemia, anunciou a assinatura de acordo novo com os transmontanos, válido para o triénio 2022-2024. «A prioridade foi sempre manter Portugal no calendário e o Estoril, circuito famoso mundialmente, apresentou-se-nos como a melhor alternativa possível, considerando as limitações com que estamos confrontados. Em 2022, reencontrar-nos-emos em Vila Real», explicou François Ribeiro, diretor do promotor, que contou com apoio tanto da FIA como da FPAK na seleção de pista nova no nosso País para a WTCR de 2021.

 

O Estoril estreia-se na Taça do Mundo, mas a competição antecessora (WTCC) passou pelo circuito em 2008, visitou Portimão em 2010 e 2012, acelerou na Boavista (Porto) em 2013 e estabeleceu-se em Vila Real, de forma definitiva, apenas em 2015. Monteiro é o piloto com mais vitórias em Portugal (4). Curiosamente, conseguiu a primeira logo no ano de estreia, vencendo a segunda corrida da edição de 2008 ao volante de um Seat. Depois, uma vitória em Portimão (2010) e duas em Vila Real (2016 e 2019).

 

Até ao momento, existem 24 carros confirmados no WTCR-2021. O campeão em título é o francês Yann Ehrlancher, piloto da Lynk & Co, marca chinesa representada na Taça do Mundo pela equipa sueca Cyan Racing.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Automobilismo