Porsche acelera Macan elétrico

Atualidade

Por VM 10-05-2021 13:36

Com lançamento calendarizado para meados de 2023, o Macan totalmente elétrico – o primeiro Porsche a ser construído sobre a plataforma Premium Platform Electric (PPE) – vai acelerar a fundo a transição para a mobilidade puramente elétrica no seio da marca alemã de desportivos, mas não representará um adeus definitivo aos motores térmicos: “Na Europa, a procura por veículos elétricos continua a crescer, mas o ritmo para a mudança varia consideravelmente pelo mundo. É por isso que vamos lançar um sucessor para o atual Macan com propulsão convencional durante o curso de 2021,” afirma Michael Steiner, do departamento de pesquisa e desenvolvimento na Porsche AG.

Os novos modelos Macan com motores de combustão estarão, no futuro, disponíveis a par com o Macan totalmente elétrico, que tem, até lá, contudo, ainda tem milhões de quilómetros de teste para percorrer – tanto na vida real como virtualmente.

Pronto para a estrada

Depois dos primeiros testes nos recintos do Centro de Desenvolvimento da Porsche em Weissach, os protótipos da próxima geração Macan aceleram em ambiente real. Debaixo de forte camuflagem, unidades do SUV elétrico da Porsche atingem “um dos marcos mais importantes no processo de desenvolvimento,” afirma Michael Steiner.

Quando o Macan totalmente elétrico for lançado no mercado em 2023, terá percorrido cerca de três milhões de quilómetros de testes por todo o mundo, sob as mais diversas condições – o exigente programa de testes para o Macan elétrico, levado a cabo sob condições climatéricas e topográficas extremas, inclui disciplinas como o carregamento e acondicionamento da bateria de alta voltagem, a qual tem de cumprir padrões muito rigorosos.

“Tal como o Taycan, o Macan totalmente elétrico, com a sua arquitetura de 800 volts, irá oferecer a E-Performance típica da Porsche,” promete Steiner, citando objetivos de desenvolvimento como a autonomia para longas distâncias, o carregamento rápido de elevada performance e as melhores e consecutivas prestações no segmento: “O Macan totalmente elétrico será o modelo mais desportivo no seu segmento.”

Testes digitais e sustentáveis

Não obstante a importância do trabalho no terreno, o desenvolvimento e os testes em formato digital são parte essencial do processo. Não poupam apenas tempo e custos, mas preservam também recursos, por isso incrementam a sustentabilidade. Ao invés de veículos reais, os engenheiros utilizam protótipos digitais – modelos computacionais que replicam as propriedades, sistemas e conjuntos de propulsão de um veículo com elevado grau de precisão. Há 20 protótipos digitais com o propósito de similar uma série de categorias de desenvolvimento, como aerodinâmica, gestão de energia, operação e acústica. “De forma regular, recolhemos dados de diversos departamentos e utilizamo-los para construir um veículo digital completo, o mais detalhado possível,” explica Dr Andreas Huber, Manager for Digital Prototypes na Porsche. Isto permite identificar e resolver conflitos de design até então desconhecidos.

“Começámos com um modelo de fluxo quando o projeto arrancou, há cerca de quatro anos”, relata Dr Thomas Wiegand, Director of Aerodynamics Development.

O baixo arrasto aerodinâmico é fundamental no novo Macan totalmente elétrico com vista a assegurar uma elevada autonomia. Mesmo os mais pequenos melhoramentos no fluxo podem fazer uma grande diferença. Os engenheiros estão a utilizar simulações para afinar detalhes como as condutas de arrefecimento do ar. Os cálculos não têm apenas em conta as diferentes disposições dos componentes, mas refletem também as diferenças de temperatura na vida real.

Tudo muda no controlo da temperatura

“O mundo digital é indispensável para o desenvolvimento do Macan totalmente elétrico,” afirma o especialista em aerodinâmica, Wiegand.

O sistema de propulsão elétrica – desde a bateria até ao motor – requer um conceito de controlo da temperatura e arrefecimento totalmente separado, que é muito diferente do utilizado num veículo com propulsão convencional. Enquanto a janela de temperatura nos motores de combustão oscila entre os 90 e os 120 graus, o motor elétrico, a transmissão e a bateria de alta voltagem requerem um intervalo entre os 20 e os 70 graus, dependendo do componente. Os cenários críticos não ocorrem em estrada, mas sim durante os processos de carregamento rápido sob elevadas temperaturas exteriores. Contudo, os especialistas da Porsche são capazes de calcular de forma precisa e otimizar a posição, o fluxo e a temperatura.

 

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade