Fórmula E: Félix da Costa ganha no Mónaco!

Automobilismo

Por José Caetano 08-05-2021 16:12

António Félix da Costa venceu a ronda sete do Mundial de Fórmula E, ganhando na categoria pela sexta vez (primeira na Época 7). O piloto português da DS Techeetah, o campeão em título, superiorizou-se à (muita) concorrência na quarta edição ePrix do Mónaco, no circuito citadino de Monte Carlo, este ano (quase) igual ao do Grande Prémio mais famoso da Fórmula 1 (3,320 km em vez dos 1,765 km utilizados nas três passagens anteriores do campeonato de monolugares elétricos pelo Principado).

 

Félix da Costa, na qualificação, também foi o mais veloz na Super Pole, que reúne os seis pilotos mais rápidos da sessão e arruma as primeiras três linhas da grelha de partida, conseguindo a sexta ‘pole position’ na Fórmula E. Na corrida com 45 minutos (mais uma volta), o português esteve sempre na frente (ou entre os homens da frente) e garantiu a vitória e o 13.º pódio no campeonato (o segundo de 2021) apenas na última volta do ePrix, após ultrapassagem espetacular a Mitch Evans (Jaguar), na travagem para a curva depois do túnel mais famoso de Monte Carlo.

 

Este resultado 'projetou' o piloto português de 14.º para quarto no Mundial. Félix da Costa, com a Super Pole (3 pontos) e a vitória (25), totaliza 52 pontos, menos 10 do que Robin Frijns (Virgin), o segundo no Mónaco, que sucedeu ao compatriota Nyck de Vries (Mercedes-EQ) no topo do Mundial de Pilotos – o segundo abandonou, a exemplo do companheiro de equipa Stoffel Vandoorne, e ambos perderam lugares na classificação de campeonato competitivo e equilibrado.

 

A próxima etapa da temporada, com dois ePrix no programa, realizar-se-á em Puebla, no México, a 19 e 20 de junho.

 

Classificação

1.º António Félix da Costa, DS Techeetah, 26 voltas

2.º Robin Frijns, Virgin Racing, +2,848 s

3.º Mitch Evans, Jaguar Racing, +2,872 s

4.º Jean-Éric Vergne, DS Techeetah, +3,120 s

5.º Maximilian Günther, BMW i Andretti, +3,120 s

6.º Oliver Rowland, Nissan e-dams, +3,865 s

7.º Sam Bird, Jaguar Racing, +4,150 s

8.º Nick Cassidy, Virgin Racing, +4,752 s

9.º André Lotterer, Porsche, +5,503 s

10.º Alexander Lynn, Mahindra, +5,759 s

11.º Lucas di Grassi, Audi m +6,225 s

12.º Sébastien Buemi, Nissan e-dams, +6,567 s

13.º Edoardo Mortara, Venturi Racing, +7,097 s

14.º Norman Nato, Venturi Racing, +8,507 s

15.º Tom Blomqvist, NIO 333, +9,240 s

16.º Sérgio Sette Câmara, Dragon/Penske, +9,499 s

17.º Jake Dennis, BMW i Andretti, +9,822 s

18.º Nico Müller, Dragon/Penske, +11,450 s

19.º Oliver Turvey, NIO 333, 12,067 s

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 9

roto.nu
08-05-2021 22:37

A Formula E é interessante porque é sempre de resultado incerto e bem disputada. Decidi ver o último GP Portugal F1 (não via um GP F1 há anos), e adormeci no sofá. Acordei a meio e estavam na mesma posição do início. Adormeci outra vez e acordei com as mesmas posições mas no pódio com espumante.

Izztupido
08-05-2021 21:23

@Pedro ST - Fala do que sabes e não digas disparates. A Formula E é exactamente o contrário. Muitos pilotos que não têm lugar na F1 e já lá andaram (Buemi, Vergne, Massa, Hartley, Vandoorne, Werlhein por exemplo) têm a Formula E como alternativa. Ninguém vai da Formula E para a F1!

joevalve
08-05-2021 21:16

veterano ou não o que interessa é ganhar. o das motas esse coitado anda pelas ruas da amargura, este ao menos ganha e pode vir a ser de novo campeão mundial. o resto é aquela inveja nacional do costume.

Nigelkeke
08-05-2021 21:13

PedroST não me lembro de nenhum piloto que tenha saltado da Fórmula E para a F1, o contrário já aconteceu várias vezes. Félix da Costa nunca irá para a F1, o seu tempo já passou e dos actuais pilotos da Fórmula E duvido que algum vá competir na F1. Para mim a Fórmula E é um campeonato sem interesse.

juanete
08-05-2021 20:18

Parabens

< 1 2 > 

Automobilismo