Ferrari 812 Competizione está esgotado

Os novos Ferrari 812 Competizione e 812 Competizione A (de “aperta”; aberto em português), com o V12 atmosférico mais potente do mundo e preços que ultrapassam o meio milhão de euros, têm a produção limitada a 999 e 599 unidades. Todas já entregues…

Atualidade

Por Vitor M. da Silva 07-05-2021 12:37

O lançamento de Ferrari novo celebra-se em todo o mundo. Ferrari é Ferrari… E quando falamos de superdesportivo que tem como cartão de visita o motor V12 de 830 cv, que é o mais potente já fabricado pela marca de Maranello para um modelo de produção, os níveis de adrenalina disparam.

Os novos Ferrari 812 Competizione e 812 Competizione A, o descapotável, usam o bloco atmosférico com V a 65 graus do 812 Superfast, mas com novo mecanismo de abertura das válvulas e novo sistema de escape e componentes redesenhados (novas bielas em titânio, 40% mais leves, árvores de cames e os pinos dos pistões com novos revestimentos em carbono para reduzir a fricção, cambota e sistema de admissão mais leves e compactos), para o ganho de 30 cv face à versão que já equipa a ‘berlinetta’ de motor dianteiro, conseguindo-se ainda ‘esticar’ o limite de rotação do de 8900 rpm para 9500 rpm, o valor mais elevado num Ferrari de estrada.

A transmissão de dupla embraiagem de sete velocidades também é “importada” do Superfast, mas trabalhada para passagens de caixa 5% mais rápidas.

Tudo somado, as edições especiais do tração traseira de Maranello “disparam” de 0 a 100 km/h em balísticos 2,85 segundos, chegando os 200 km/h menos de 5 segundos depois…

A velocidade máxima supera os 340 km/h, que é o valor anunciado para o Superfast.

Mais potência; menos peso

Com mais ‘músculo’ à disposição, o 812 Competizione beneficiou de revisão cirúrgica no chassis e na aerodinâmica. Desde logo, com mexidas no eixo traseiro direcionável, agora capaz de permitir a atuação de cada roda individualmente. O que a Ferrari procurou atingir foi a reação ainda mais precisa e imediata aos inputs de volante, com a traseira ainda mais “colada” no asfalto. Todo a eletrónica foi também evoluída, do sistema SSC (Slide Slip Control) ao diferencial eletrónico (E-Diff) e controlo de tração (F1-Trac).

Os novos para-choques, mais agressivos, e os difusores redesenhados favorecem a sustentação negativa, mas contribuem também para uma refrigeração mais eficiente do V12. No coupé, ganhos de 10% em ‘downforce’.

Competizone a céu aberto

A versão “aperta” do 812 Competizione, adota uma configuração especial quase do tipo targa, com os pilares posterior unidos por uma espécie de asa que tem a função de redirecionar eficazmente o fluxo de ar para o spoiler traseiro, aumentando a sustentação negativa a velocidades elevadas. Todos os reforços estruturais permitiram manter a eficácia da dinâmica, mas sem aumentar o peso do conjunto. O 812 Competizione é 38 kg mais leve do que o 812 Superfast.

A ‘dieta’ inclui a utilização massiva de fibra de carbono, nos para-choques, no spoiler traseiro e nas entradas de ar.

O 812 Competizione vai ser produzido em edição limitada a 999 unidades, por preços a rondar os 599 mil euros em Portugal. Já 812 Competizione A, tem produção limitada a 549 unidades, com um preço aproximado de 699 mil euros. Começam a ser entregues no 1.º e no 4º trimestre de 2022, respetivamente.

Todas as unidades já foram vendidas…

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade