Mercedes cumpre promessa: Grosjean ao volante do W10 campeão de 2019!

Voltas de demonstração confirmadas para o fim de semana do Grande Prémio de França, ronda nove do Mundial, no circuito de Paul Ricard, em Le Castellet

Fórmula 1

Por José Caetano 05-05-2021 17:37

Romain Grosjean abandonou a Fórmula 1 no final do Mundial de 2020, depois de finalizado o contrato com a Haas, mas acidente arrepiante na penúltima ronda da temporada, em Sakhir, no Bahrain, impediu o francês de participar na última etapa da época, no Yas Marina do Abu Dhabi. Então, a Mercedes-AMG prometeu-lhe despedida mais memorável do campeonato e homenagear uma carreira desportiva que prossegue na América do Norte, no IndyCar, após 11 épocas e 183 corridas na categoria-rainha do desporto automóvel.

 

Os heptacampeões do Mundo, soube-se hoje, pretendem cumprir a promessa em França, no fim de semana da ronda nove do campeonato de 2021 – a corrida realizar-se-á a 27 de junho. E, em Le Castellet, no circuito de Paul Ricard, Grosjean realizará algumas voltas de exibição aos comandos do W10 EQ Power+ com que Lewis Hamilton venceu o título de 2019! Recentemente, o francês de 35 anos passou pelo quartel-general da Mercedes-AMG, em Brackley, Inglaterra, para preparar o banco do monolugar, que tem de produzir-se à medida e trabalhou, também, no simulador da escuderia alemã, para adaptar-se ao W10, que não é igual aos Haas que Grosjean pilotou de 2016 a 2020, após passagens por Renault (2009) e Lotus (2011-2015).

 

«Estou muito emocionado. Poder pilotar o Mercedes campeão é uma oportunidade especial que agradeço à equipa e a Toto Wolff [diretor da escuderia]... Falaram-me nesta hipótese quando ainda estava numa cama de hospital no Bahrain e a notícia animou-me! A Fórmula 1 não competiu em França no ano passado, devido à pandemia da Covid-19 e, por isso, a experiência em Paul Ricard tornar-se-á ainda mais excitante.»

 

«A ideia surgiu-nos quando percebemos que o Romain poderia terminar a carreira na Fórmula 1 daquela forma! Queremos que fique com a memória de conduzir um carro campeão e não de acidente que recorda a todos tanto os perigos do nosso desporto como tudo o que temos contribuído para melhorar a segurança», comentou o diretor austríaco da equipa alemã. Finalmente, Lewis Hamilton, que disse ter rezado pelo francês no Bahrain, manifestou-se feliz por reencontrar Grosjean em França e pediu-lhe para «conduzir o meu W10 com cuidado!»

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 1

Polana
05-05-2021 18:19

Um gesto do Wolf e equipa só ao alcance de pessoas de outro nível, com outra inteligência e sensibilidade. Não está ao alcance de qualquer um nem se compra na farmácia ou supermercado.

Fórmula 1