Furo ‘trama’ Félix da Costa em Roma

Jean-Éric Vergne, companheiro do português na DS Techeetah, ganhou terceira corrida do Mundial de Fórmula E, que começou e terminou atrás do ‘Safety Car’ conduzido por Bruno Correia

Automobilismo

Por José Caetano 10-04-2021 17:13

A DS Techeetah, na estreia do E-TENSE FE21, ganhou a terceira ronda do Mundial de Fórmula E. Conseguiu-o com o piloto francês Jean-Éric Vergne, o campeão de 2017-18 e 2018-19, que somou a primeira vitória da temporada e a 10.ª na categoria, em 70 ePrix... O ex-F1 arrancou da 5.ª posição da grelha de partida e beneficiou do abandono de Lucas di Grassi (Audi), devido a avaria na transmissão, o brasileiro com que lutava pela 1.ª posição na primeira das duas corridas em Roma, Itália, programadas para este fim de semana.

 

O português António Félix da Costa arrancou da 18.ª posição da grelha, após qualificação modesta, e abandonou a 7 minutos da bandeira de xadrez, na sequência de furo. Então, encontrava-se na 11.ª posição, ‘à porta’ dos pontos. Amanhã, às 12h04, na versão nova do Circuito Citadino dell’EUR, com 3,385 km e 19 curvas em vez de 2,849 km e 21 curvas, corrida 2 do fim de semana do Mundial na capital italiana, também com 45 minutos (mais uma volta).

 

Hoje, a chuva que caiu antes do ePrix obrigou a arranque atrás do ‘Safety Car’ pilotado por Bruno Correia, que também concluiu a corrida à frente dos monolugares elétricos… O incidente com Lucas di Grassi originou confusão no ‘meio do pelotão’, com despiste de Stoffel Vandoorne (Mercedes-EQ) a colocar fora de prova o segundo carro da marca da estrela (Nyck de Vries) e a deixar demasiados destroços na pista, facto que obrigou à intervenção do carro de segurança novo – em Roma, estreia do Mini Electric Pacesetter (180 cv) baseado no Cooper SE, o compacto elétrico comercializado pela marca britânica propriedade da BMW.

 

Classificação

1.º Jean-Éric Vergne, DS Techeetah, 24 voltas

2.º Sam Bird, Jaguar, +0,461 s

3.º Mitch Evans, Jaguar, +0,756 s

4.º Robin Frijns, Virgin, +1,034 s

5.º Sébastien Buemi, Nissan, +3,142 s

6.º René Rast, Audi, +3,534 s

7.º Pascal Wehrlein, Porsche, +3,918 s

8.º Alexander Lynn, Mahindra, +5,720 s

9.º Maximilian Günther, BMW I, +18,296 s

10.º Nick Cassidy, Virgin, +18,763 s

11.º Tom Blomqvist, NIO 333, +19,089 s

12.º Norman Nato, Venturi, +20,045 s

13.º Oliver Rowland, Nissan, +20,270 s

14.º Nico Müller, Dragon/Penske, +21,155 s

15.º Sérgio Sette Câmara, Dragon/Penske, +22,987 s

 

Mundial (‘top-10’)

1.º Sam Bird, 43 pontos

2.º Robin Frijns, 34 pontos

3.º Nyck de Vries, 32 pontos

4.º Mitch Evans, 31 pontos

5.º Jean-Éric Vergne, 25 pontos

6.º René Rast, 21 pontos

7.º Edoardo Mortara, 18 pontos

8.º Pascal Wehrlein, 17 pontos

9.º António Félix da Costa, 15 pontos

10.º Oliver Rowland, 15 pontos

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Automobilismo