Jeep afina Compass

Atualidade

Por Vitor M. da Silva 06-04-2021 14:17

Na paisagem cada vez mais “pintalgada” de SUV, o Compass tem o dom de trazer ao segmento da moda o cunho de personalidade que sempre definiu os produtos da Jeep. Lançado em 2017 (a 1.ª geração é de 2006) e ainda esteticamente atual, o SUV médio que representa mais de 40% das vendas da marca americana recebeu atualizações discretas, mas que muito ajudarão a reforçar a sua presença num segmento pejado de feroz concorrência, como é o Nissan Qashqai ou o Peugeot 3008.

Entre os trunfos que se escondem sobre a levemente retocada carroçaria, o motor GSE com 1.3 litros de cilindrada anunciando redução de até 27% nas emissões de CO2 em comparação com o antecessor. Esta mecânica sobrealimentada por turbo está disponível nas variantes de 130 e 150 CV (sempre 270 Nm), o primeiro associado a caixa manual e o mais potente com a caixa automática de dupla embraiagem (DDCT).

No lado dos Diesel, o novo Compass está disponível com o bloco 1.6 Multijet II de 130 cv e 320 Nm de binário, associado a caixa manual de seis velocidades e a tração dianteira. Apesar do aumento de 10 cv face ao motor a gasóleo que sai de cena, a marca anuncia para esta mecânica redição de 10% nos consumos e 11 g/km nas emissões de CO2.

Os PHEV, com a tecnologia 4xe, nas versões de 190 e de 240 cv, combinam motor 1.3 a gasolina de quatro cilindros e motor elétrico instalado no trem traseiro, fornecendo 60 cv adicionais e 250 Nm de binário. A bateria tem uma capacidade de 11.4 kWh, admite carregamentos externos e garante autonomia para até 49 km elétricos.

Novidades a bordo

Em comparação com a colocação separada dos faróis de nevoeiro da versão precedente, estes componentes estão agora integrados numa única abertura linear ao centro, proporcionando uma construção “estratificada” da frente. Enquanto os elementos horizontais realçam a linearidade do design, as superfícies esculpidas e o efeito tridimensional da grelha de sete entradas enfatizam o seu dinamismo. Os designers reformularam a estética da lendária grelha Jeep, elevando a sua posição vertical e dividindo-a em duas secções horizontais. Integra novos faróis dianteiros Full LED de perfil mais esbelto e elegante. Disponíveis em três tipos, conferem ao Novo Compass um visual mais arrojado. As luzes diurnas (DRL) – agora de subtil formato alongado – também foram reposicionadas e integradas nos faróis dianteiros principais. A abertura mais baixa e a placa de proteção inferior são mais amplas e também mais notórias.

Mas se o conjunto de ‘mexidas’ na estética da carroçaria são discretas, no interior a Jeep investiu mais profundamente, dedicando ainda mais atenção ao detalhe e na qualidade dos acabamentos. No painel de bordo redesenhado o destaque vai inteiramente para a nova instrumentação digital, num ecrã de 10.25”, que se combina com o visor central em medidas de 8.4” ou de 10.1”, dependo da versão. Neste ecrã comanda-se o sistema de infoentretenimento de última geração Uconnect 5, com base no sistema Android e integração sem fios de smartphones Apple CarPlay e Android Auto, navegação TomTom 3D, comandos por voz e serviços conectados.

O novo Compass é o primeiro modelo Jeep na Europa a oferecer condução autónoma de nível 2 e a ser equipado com ADAS de última geração, de série em toda a gama. Incluem: Reconhecimento de Sinais de Trânsito, que lê e interpreta os sinais rodoviários; Assistência Inteligente à Velocidade, para manter automaticamente a viatura dentro do limite de velocidade exibido; Alerta de Sonolência do Condutor, para avisar o condutor se a sua atenção diminuir ou se cabecear por um momento; e Travagem Automática de Emergência com reconhecimento de peões e ciclistas, que abranda o veículo até paragem completa para evitar (ou mitigar) eventuais acidentes. Mas a principal nova funcionalidade é a Assistência à Condução em Autoestrada, que combina Cruise Control Adaptativo e Manutenção no Centro da Faixa, para ajustar automaticamente a velocidade e a trajetória do veículo. Deste modo, o veículo fica automaticamente no meio da faixa de rodagem, a uma distância razoável do veículo da frente, para uma experiência de condução com total tranquilidade (disponível na segunda metade do ano).

Mantendo praticamente intactas as medidas exteriores, o Compass mantém habitabilidade e bagageira de dimensão superior, apresentando-se como um dos SUV do seu segmento com melhores desígnios familiares. Ainda assim, mais espaços de arrumação a bordo, com um total de 7.2 litros de arrumação no interior.

A gama ‘arruma-se’ em quatro patamares distintos: Longitude, Trailhawk e Limited e a mais desportiva S, sendo que apenas no lançamento algumas edições ‘80th Anniversary’, com equipamento específico, ficarão disponíveis no mercado nacional.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade