Citroën ë-Berlingo: a variante elétrica com 280 km de autonomia

Atualidade

Por VM 23-02-2021 17:51

A Stellantis arrepia caminho na eletrificação das suas gamas de veículos comerciais e derivados. E o Citroën ë-Berlingo é o mais recente de uma nova vaga de multiusos a baterias, depois dos lançamentos de Peugeot Rifter/Partner e Opel Combo.

Mantendo os mesmos argumentos da versão térmica a nível de design, oferecendo, ao mesmo tempo, dimensões compactas que facilitam a sua capacidade de manobra, o Berlingo elétrico está disponível na versão curta M, com 4,40 m, ou a versão longa XL, com 4,75 m (mais 35 cm divididos entre a projeção traseira e a distância entre eixos). Em todas as versões, ótima capacidade de arrumação graças aos 167 litros divididos pelos diversos espaços e ao seu particularmente importante volume de bagageira – 775 litros na versão de carroçaria M e 1.050 litros na versão XL (configuração de 5 lugares).

A 2ª fila, com três bancos verdadeiros e individuais, do mesmo tamanho, proporciona um espaço generoso para os joelhos dos passageiros (156 mm). Rebatíveis, separadamente ou em conjunto, permitem obter a configuração desejada e criar facilmente um plano de carga.

Na 3ª fila, é possível remover os dois bancos. Montados sobre calhas na versão XL, podem ser ajustados, longitudinalmente, em 130 mm, permitindo dar prioridade ao espaço para passageiros ou bagagem.

Entre os 26 espaços de arrumação disponíveis, só o Modutop, elemento engenhoso por excelência presente no habitáculo, oferece um conveniente e prático volume de arrumação de 92 litros. Inclui um volume utilizável com 60 litros de capacidade e suporta um peso máximo de 10 kg, acessível a partir da 2ª fila e da bagageira, através do óculo dedicado, para além de um arco translúcido, compartimentado, que percorre o tejadilho ao longo de todo o seu comprimento, permitindo ver os objetos ali guardados.

O motor elétrico com potência máxima de 100 kW (136 cv) e 260 Nm permite alcançar uma velocidade máxima de 135 km/h, independentemente do modo utilizado: Normal (80 kW/210 Nm: para o melhor compromisso entre economia e prestações dinâmicas), Eco (60 kW/180 Nm: para otimizar o consumo de energia, diminuindo o desempenho do aquecimento e do ar condicionado, sem os desativar, bem como limitando o binário e potência do motor) ou Power (100 kW/260 Nm: permite maior prazer de condução e um desempenho superior em caso de carga máxima).

A bateria com 50 kWh de capacidade garante autonomia para até 280 km e está coberta por uma garantia de 8 anos ou 160.000 km para 70% da capacidade de carga.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade