Novo Qashqai chega a Portugal no verão

3.ª geração do 'best-seller' da Nissan já está disponível para encomenda na versão especial e limitada Premiere Edition, com preços de lançamento a partir de 33.600 euros.

Atualidade

Por Auto Foco 18-02-2021 11:43

Com mais de três milhões de unidades vendidas desde o seu lançamento em 2007, o Qashqai, para a Nissan, é a verdadeira "galinha dos ovos de ouro". E, na terceira geração do modelo que foi responsável pelo arranque da moda dos SUV na Europa, o objetivo volta a ser o topo da categoria que vale mais vendas no Velho Continente, anunciando progressos em todas as direções e gama só com mecânicas a gasolina e eletrificadas.  

No Qashqai III, a Nissan renuncia definitivamente ao Diesel, ficando alinhada com o que os compatriotas da Toyota e da Honda já fazem com C-HR e CR-V, apenas disponíveis em versões a gasolina ou híbridas. A aposta far-se-á na eletrificação, com duas mecânicas: o motor de 1.3 litros a gasolina com tecnologia semi-híbrido e, mais à frente, em meados do próximo ano, o inovador motor e-POWER da Nissan.

No lançamento, a versão Premiere Edition só com o 1.3 DiG-T, em duas configurações: 138 cv com caixa de velocidades manual de seis velocidades ou 156 cv combinado com a avançada caixa de velocidades XTronic, que é operada através do novo e conveniente seletor de mudanças na consola central. O controlo manual da caixa Xtronic pode ser gerido também através de manípulos atrás do volante.

O motor de 1.3 litros a gasolina foi amplamente atualizado para incluir um sistema mild-hybrid. O sistema de 12v integra uma bateria de lítio separada sob o piso e um gerador acionado por correia para recolher energia a partir da travagem. Isto permite que os sistemas do motor funcionem com energia recolhida, aumentando a duração da função start/stop e reduzindo as emissões de CO2 do motor. Para além disso, também apoia a circulação a velocidade de cruzeiro e proporciona mais binário na aceleração.

No e-POWER, bateria de elevado rendimento e por um grupo motopropulsor integrando um motor a gasolina/gerador elétrico, inversor e motor elétrico de tração e possibilidade de condução exclusiva em modo elétrico – as rodas são totalmente acionadas pelo motor elétrico.

190 cv, três programas de condução

O novo sistema e-POWER do Qashqai é uma evolução do já comercializado no Japão no Note. Composto por uma bateria de elevado rendimento e um grupo motopropulsor elétrico de 140 kW/190 cv está integrado com um motor a gasolina de 157 cv, com taxa de compressão variável, um gerador de energia e um inversor.

A motorização dispõe de três modos de condução: Standard, Sport e Eco. No modo Standard, o automóvel produz aceleração excelente e a regeneração é melhorada para simular a travagem do motor de um automóvel a gasolina convencional. No modo Sport, o automóvel melhora ainda mais a resposta de aceleração com tempos de desativação do motor reduzidos, principalmente em cenários de condução desportiva. Em Eco, o automóvel entra em modo de poupança de combustível otimizando a gestão da bateria e permitindo que o condutor selecione um modelo de velocidade de cruzeiro para condução económica em autoestrada. Em todos os modos, é possível selecionar um modo B adicional que aumenta a recuperação de energia na travagem, permitindo abrandar o automóvel de forma mais eficiente sem utilizar o pedal do travão.

Cresce em todas as direções

O design mantém os princípios orientadores das duas anteriores gerações, mas reinterpretado para voltar a elevar a fasquia no segmento, agora pejado de concorrência. Tecnicamente, o novo Qashqai é o primeiro modelo na Europa a utilizar a plataforma CMF-C, a permitir progressos na dinâmica e no aproveitamento do espaço no interior. O modelo cresce em praticamente todas as direções: mais 21 mm em comprimento, para 4429 mm, 32 mm em largura e 20 mm na distância entre eixos.

A capacidade da mala foi aumentada em mais de 50 litros em comparação com o modelo da geração anterior, fruto da descida em 20 mm do piso de carga.

A nova carroçaria utiliza materiais mais leves, recorrendo a avançadas técnicas de estampagem e soldadura para aumentar a resistência e reduzir o peso. Pela primeira vez, a porta da bagageira do Qashqai será fabricada num composto, o que permite uma redução de 2,6 kg.

A utilização de aços ultra-resistentes fez aumentar em 50% a robustez da estrutura do novo Qashqai, sem um acréscimo significativo de peso – as portas dianteiras e traseiras, o para-choques dianteiro e o capot, também em alumínio garantem poupança de peso de 21kg, comparativamente à geração atual.

Contas feitas, a nova carroçaria é 60 kg mais leve e 41% mais rígida do que o atual.

Foco no conforto

O SUV da Nissan tem condução segura, com muita aderência e equilíbrio satisfatório nas viragens, mas é no que toca ao conforto que acusa já o peso da idade. O novo continuará a proporcionar uma experiência de condução gratificante, mas a marca garante também progressos muito evidentes na eficácia das ligações ao solo.

Com a adoção da nova plataforma CMF-C, suspensão McPherson atualizada na dianteira. Para os modelos com tração às duas rodas e jantes até 19", a suspensão traseira é do tipo eixo de torção. Já as versões com jantes de 20" e tração às quatro rodas estarão equipadas com um avançado sistema mutibraços, prometendo equilíbrio entre conforto de condução e resposta dinâmica líder no segmento. Esta encontra-se agora instalada na estrutura secundária através de casquilhos, o que permite reduzir as vibrações e o ruído transmitidos a partir da estrada.

A direção assistida foi melhorada face ao sistema presente no Qashqai.

No interior, novos materiais para os estofos, de que a Nissan destaca o estreante acabamento em pele artificial, com um padrão tridimensional em diamante que demora 25 dias a produzir e mais de 60 minutos a bordar. As versões topo de gama oferecem, nos bancos dianteiros, função de massagem com três modos de programa.

O fabricante japonês diz que a nova iluminação ambiente do SUV é branca e que foi prestada “muita atenção à qualidade ergonómica e estética dos botões e interruptores, que possuem uma sensação de toque de elevada qualidade”. Neste âmbito, realce para o novo seletor da caixa de velocidades, mais pequeno para as versões automáticas. Nas versões de tração integral, o seletor do modo de condução foi estilizado com um anel mate cromado e um acabamento a negro, oferecendo aos condutores um portal tátil para os vários modos de condução.

Controlo conectado

O novo Qashqai oferece um avançado sistema de infoentretenimento com um portefólio de serviços conectados que inclui a integração simplificada de smartphones, Wi-Fi no automóvel para até sete dispositivos e os Serviços NissanConnect, uma aplicação dedicada a controlar e monitorizar o automóvel.

O ecrã NissanConnect de maior resolução e com 9 polegadas é um portal digital para as definições do automóvel, da navegação e de entretenimento, compatível com o Android Auto e Apple CarPlay, tendo também sido introduzido agora o Apple CarPlay sem fios.

Quer através de rádio DAB ou por transmissão através de smartphone, a imersiva reprodução de áudio é assegurada pelo sistema de som topo de gama da Bose. Possui 10 altifalantes além da caixa de graves Acoustimass da Bose situada na bagageira.

Um novo ecrã TFT de alta definição e 12,3 polegadas oferece múltiplas informações e uma escolha de disposições configuráveis para exibir dados sobre navegação, entretenimento, trânsito ou o próprio automóvel. Tudo isto controlado a partir de um interruptor tátil no volante. Uma textura de vidro esculpido é também acrescentada ao fundo digital do TFT. O novo Head-up Display tem uma área total de projeção de 10,8 polegadas,

As capacidades "Home-to-Car" são compatíveis com os dispositivos Google Assistant e Amazon Alexa, com a funcionalidade Alexa a ser estreada nesta terceira geração do Qashqai. O sistema suporta uma grande variedade de comandos, incluindo a capacidade de os condutores enviarem os seus destinos para a navegação do automóvel, bastando para isso falar para o seu smartphone.

Numa estreia para o Qashqai, um espaço de armazenamento na consola central oferece um conveniente carregamento de 15W – um dos mais poderosos do seu segmento – sem fios para smartphones e que pode acomodar mesmo os maiores dispositivos, incluindo o recém-lançado Apple iPhone 12 Pro Max. A conectividade estende-se a todos os ocupantes com ligações de carregamento por USB dianteiros e traseiros, com portas USB-A e USB-C.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade