Chinesa Nio lança berlina elétrica para bater Tesla Model S

Luxo, potência, sofisticação e baterias sólidas para autonomia elética de 1000 km, eis a receita chinesa para bater a Tesla no seu território.

Atualidade

Por Auto Foco 12-01-2021 14:30

A tentativa da Tesla de revolucionar o conceito do automóvel elétrico de longa autonomia nos grandes mercados mundiais inspirou toda a indústria a seguir-lhe as pisadas. Os candidatos à condição de nova alternativa aos hegemónicos automóveis da marca de Elon Musk sucedem-se, embora o estatuto de referência ainda sirva à marca de Palo Alto.

A acelerar para tentar mudar este cenário está a chinesa Nio, marca que compete ao mais alto nível na Fórmula E (produz o superdesportivo elétrico EP9, o mais rápido automóvel de produção em série no Nurburbring), e com portefólio cada vez mais rico. A mais recente proposta da marca é, precisamente, uma berlina topo de gama para bater o Model S. Desde logo, na autonomia: o requintado ET7 contará com baterias em estado sólido de 150 kWh, anunciando uma densidade energética até 360 watt-hora/kg (as células comuns, por exemplo da Tesla, rondam 240/260 Wh/kg), para anunciar autonomia para cerca de 1000 km, medidos no ciclo NEDC.

Números referentes à versão de topo, na configuração de dois motores elétricos, um à frente com 180 kW/244 cv e outro atrás com 300 kW/408 cv, para rendimento combinado de 480 kW/653 cv de potência e 850 Nm.

Com 5,9 metros de comprimento, 1,5 m em altura e 1,9 m em largura, as dimensões aproximadas às de um Model S, está disponível por preços a partir dos 57 mil euros, valor que já inclui programa garantia ilimitada, wallbox doméstica, serviço de carregamento e troca de baterias vitalício e acesso ilimitado a funcionalidades online.

A marca oferece ainda garantia ilimitada, wallbox doméstica, serviço de carregamento vitalício, troca de baterias gratuita vitalícia: a Nio irá dispor de um sistema que possibilita a troca das baterias de forma totalmente autónoma em cerca de três minutos. Lançamento em 2022.

 

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade