Al-Attiyah ganha pela quinta vez e recupera mais de 3 m a Peterhansel

Rali Dakar

Por José Caetano 11-01-2021 13:52

A edição 43 do Rali Dakar acelera para o final. Hoje, cumpriu-se a segunda metade da etapa-maratona dividida em dois dias de competição, com os participantes a percorrerem 709 km entre Sakaka e Neom, incluindo 375 km ao cronómetro. Nos carros, 5.ª vitória de 2021 do Nasser Al-Attiyah (Toyota), que completou o percurso em 2:56.56 h e ganhou 3.03 m a Stépanhe Peterhansel (Mini), assim reduzindo para menos de 5 m a desvantagem para o francês da X-raid, que mantém a liderança na categoria, por 4.50 m. A dupla portuguesa Ricardo Porém-Jorge Monteiro (Borgward) terminou o dia na 14.ª posição, a 25.19 m do vencedor.

 

Nas motos, numa etapa marcada pelas quedas e os abandonos dos franceses Xavier de Soultrait (Husqvarna) e Pierre Cherdin (Husqvarna) – o segundo encontra-se em coma induzido, mais maltratado, com traumatismo craniano, fratura de costelas e insuficiência respiratória provocada por lesões nos pulmões –, José Ignacio Corjeno (Honda) ganhou a 1.ª etapa no Dakar e consolidou a 1.ª posição na categoria, com o chileno a aumentar o tempo de vantagem para o australiano Toby Price (KTM), 2.ª na etapa 8, de 1 s para 1.05 m.

 

Para os portugueses em competição, dia menos positivo, com o luso-alemão Sebastian Bühler (Hero) na 10.ª posição, Joaquim Rodrigues (Hero) na 25.ª e Rui Gonçalves (Sherco) na 40.ª. O segundo é o mais bem classificado na categoria, no 16.º lugar.

 

Nos SSV, Francisco López Contardo ganhou mais uma etapa, em 3:37.45, e entrou no ‘top-3’ da categoria, beneficiando dos problemas do polaco Arom Donzala, que acabou a 36.01 m do chileno e perdeu a liderança para o norte-americano Austin Jones, o 5.º mais rápido do dia. Lourenço Rosa e Joaquim Dias terminaram outra vez entre os 10 primeiros, na 9.ª posição, enquanto Rui Carneiro e Filipe Serra foram 11.º

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Rali Dakar