Hamilton ganha em Portimão e soma número recorde de vitórias: 92!

Britãnico vence Grande Prémio de Portugal, supera recorde de triunfos de Michael Schumacher e 'acelera' para o 7.º título mundial, registo que igualará outro máximo do alemão

Fórmula 1

Por José Caetano 25-10-2020 14:46

Resultado histórico em Portimão: Lewis Hamilton, ganhando o Grande Prémio de Portugal, 12.º etapa do Mundial de 2020, tornou-se o piloto com mais vitórias na Fórmula 1, com 92 em 262 corridas, o que corresponde a uma taxa de sucesso de 35,11%. O britânico da Mercedes-AMG ‘derrubou’ recorde ‘inalcançável’ de Michel Schumacher, de 91 vitórias em 307 participações no campeonato (29,64%).

 

Hamilton, que perdeu a liderança no início da corrida no Algarve, depois de arrancar da ‘pole position’ pela 97.ª vez (9.ª em 2020), recuperou a 1.ª posição na 20.ª volta e acabou as 66 voltas ao Circuito de Portimão com vantagem muito confortável para o 2.º classificado, Valtteri Bottas. O finlandês acabou a 25,592 segundos do companheiro de equipa, que também ‘acelerou’ nas contas do campeonato de pilotos, ampliando a vantagem na classificação de 69 para 77 pontos, depois de somar o máximo de 26 em Portimão (combinou os 25 da vitória com o ponto de bónus pela autoria volta mais rápida no grande prémio).

 

Faltando apenas cinco grandes prémios para o final da temporada, Hamilton tem (quase) no ‘bolso’ o 7.º título mundial, registo que igualará outro recorde do alemão Michael Schumacher, ainda o piloto mais bem-sucedido na história da Fórmula 1, pelo menos no que respeita a campeonatos. No Algarve, no regresso da categoria máxima do desporto automóvel ao nosso País, Lewis conseguiu o 161.º pódio da carreira e a 8.ª vitória em 2020, em 12 corridas.

 

Pela 7.ª em 2020, a 6.ª pela mesma ordem, Hamilton partilhou o pódio com Bottas e Verstappen. O holandês da Red Bull-Honda acabou a corrida na 3.ª posição, a 34,508 s do britânico, que conseguiu a primeira vitória logo no ano de estreia na Fórmula 1, a 10 de junho de 2007, no Grande Prémio do Canadá, em Montréal, num McLaren-Mercedes, cerca de oito meses depois de Michael Schumacher ganhar pela 91.ª vez na categoria, em Shanghai, na China, a 1 de outubro de 2006.

 

Classificações

1.º Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, 1:29.56,828 h

2.º Valtteri Bottas, Mercedes-AMG, +25,592 s

3.º Max Verstappen, Red Bull-Honda, +34,508 s

4.º Charles Leclerc, Ferrari, +1.05,312 m

5.º Pierre Gasly, AlphaTauri-Honda, +1 volta

6.º Carlos Sainz Jr., McLaren-Renault, +1 volta

7.º Sergio Pérez, Racing Point-Mercedes, +1 volta

8.º Esteban Ocon, Renault, +1 volta

9.º Daniel Ricciardo, Renault, +1 volta

10.º Sebastian Vettel, Ferrari, +1 volta

11.º Kimi Räikkönen, Alfa Romeo-Ferrari, +1 volta

12.º Alexander Albon, Red Bull-Honda, +1 volta

13.º Lando Norris, McLaren-Renault, +1 volta

14.º George Russell, Williams-Mercedes, +1 volta

15.º Antonio Giovinazzi, Alfa Romeo-Ferrari, +1 volta

16.º Kevin Magnussen, Haas-Ferrari, +1 volta

17.º Romain Grosjean, Haas-Ferrari, +1 volta

18.º Nicholas Latifi, Williams-Mercedes, +2 voltas

19.º Daniil Kvyat, AlphaTauri-Honda, +2 voltas

Volta mais rápida da corrida: Lewis Hamilton, Mercedes-AMG, com 1.18,750 m, na volta 63

 

Mundial de Pilotos

1.º Lewis Hamilton, 256 pontos

2.º Valtteri Bottas, 179 pontos

3.º Max Verstappen, 162 pontos

4.º Daniel Ricciardo, 80 pontos

5.º Charles Leclerc, 75 pontos

6.º Sergio Pérez, 74 pontos

7.º Lando Norris, 65 pontos

8.º Alexander Albon, 64 pontos

9.º Pierre Gasly, 63 pontos

10.º Carlos Sainz Jr., 59 pontos

11.º Lance Stroll, 57 pontos

12.º Esteban Ocon, 40 pontos

13.º Sebastian Vettel, 18 pontos

14.º Daniil Kvyat, 14 pontos

15.º Nico Hülkenberg, 10 pontos

16.º Antonio Giovinazzi, 3 pontos

17.º Kimi Räikkönen, 2 pontos

18.º Romain Grosjean, 2 pontos

19.º Kevin Magnussen, 1 ponto

20.º Nicholas Latifi, 0 pontos

21.º George Russell, 0 pontos

 

Mundial de Construtores

1.º Mercedes-AMG, 435 pontos

2.º Red Bull-Honda, 226 pontos

3.º Racing Point-Mercedes, 126 pontos

4.º McLaren-Renault, 124 pontos

5.º Renault, 120 pontos

6.º Ferrari, 93 pontos

7.º AlphaTauri-Honda, 77 pontos

8.º Alfa Romeo-Ferrari, 5 pontos

9.º Haas-Ferrari, 3 pontos

10.º Williams-Mercedes, 0 pontos

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 10

Portohurensoehne
27-10-2020 14:49

macotes20 porque Schumacher era um aldrabão sobrevalorizado e que devia ter sido irradiado?? como é possivel dizer isso sobre um Piloto que esmagou tudo e todos na F1? Schumacher será sempre um dos melhores de todos os tempos. Cresca!

macotes20
26-10-2020 17:24

Doutorado91 25-10-2020 22:57, O Schumacher tinha um carro muito melhor do que os outros, incluindo o do colega e teve épocas seguidas sem problemas. O Schumacher era um aldrabão sobrevalorizado e que devia ter sido irradiado. O Hamilton até perdeu um campeonato para o colega, por avarias sucessivas.

Portohurensoehne
26-10-2020 16:59

Doutorado91 25-10-2020 22:57 voçe esta enganado. Schumacher até tinha uma grande advantagem que Hamilton hoje nao tem: a ferrari e schumacher nessa altura podiam testar e gastar o dinheiro que queriam no carro. Hamilton e a AMG Mercedes só podem testar e gastar o mesmo como por exemplo a Williams!

dinhoeuro
26-10-2020 08:23

orgulho hamilton grande azia q provocas neste desporto tchau schumacker tchau airton senna teem q te engolir sao obrigados e nao fica por aqui vais continuar a destribuir rennies pelo mundo fora

Doutorado91
25-10-2020 22:57

Comparar o shumaker com este e de rir. Na altura do shumaker havia competicao a serio e com o hamilton simplesmente o carro dele esta muitos furos acima dos outros. E como jogar contra o fcp com vars e ajudas dos arbitros...ganhar tornar se dificil mas o krasnodar mostra como se faz.

< 1 2 > 

Fórmula 1