BMW Série 4 Cabrio: 2.ª geração em março de 2021

No novo descapotável da BMW, capota têxtil em vez de estrutura metálica retrátil. Gama inclui versões com motores a gasolina e gasóleo, com potências de 184 cv a 374 cv, opção de tração traseira ou quatro rodas motrizes.

Atualidade

Por Vitor M. da Silva 01-10-2020 10:11

Na BMW, depois das apresentações da atualização de Série 5, Série 5 Touring e Série 6 Gran Turismo, introdução da 2.ª geração do Série 4, com a estreia do Coupé a ‘abrir caminho’ à sucessão do Cabriolet, confirmado na primavera de 2021, com a grande novidade de voltar a apostar numa capota de têxtil, em vez de teto retrátil como na geração que sai de cena.

A cobertura têxtil estará disponível em dois tons, preto e prata antracite, dispondo de uma estrutura interior de painéis rígidos para garantir o conforto acústico e de rolamento das capotas metálicas, sem perder o apelo estético da lona clássica. Entre as vantagens da nova capota que se arruma em compartimento dedicado na mala em cerca de 18 segundos e até à velocidade de 50 km/h, peso reduzido em 40% na comparação com a versão antecessora.  

A capacidade da bagageira aumentou nas duas configurações possíveis, variando entre os entre os 300 e os 385 litros, com a capota aberta ou fechada, respetivamente, contra 220 e 370 litros no modelo que substitui.

Baseado na mesma arquitetura técnica do Série 3 (G20), o Série 4 Cabrio mede os mesmos 4,77 m de comprimento, 1,85 m de largura, 1,38 m de altura e 2,85 m entre eixos do Coupé de que deriva, somando-lhe os reforços estruturais necessários para compensar a ausência do teto fixo – a rigidez torsional aumentou 4%.

No catálogo, três versões a gasolina (420i com 184 cv, 430i com 258 cv e M440i xDrive com 374 cv) e uma a gasóleo (420d com 190 cv). De série, independentemente de contarem com tração traseira ou quatro rodas motrizes, todas os Série 4 Coupé estão equipados com caixas automáticas de 8 velocidades (Steptronic) – os sistemas manuais são mais baratos de produzir, mas não garantem as mesmas mais-valias… Numa segunda fase do programa de lançamento, introdução do M440d xDrive com mecânica Diesel de 6 cilindros e 3 litros ‘apoiada’ por sistema híbrido do tipo MHEV, com rede complementar de 48v, bateria de iões de lítio e máquina elétrica que também atua como alternador e apoia o motor térmico nas acelerações e recupera energia durante as fases de desaceleração e retenção. Esta tecnologia aumenta a eficiência, por reduzir consumos e gases de escape, sem penalizar a dinâmica na condução e as ‘performances’.

Comparado com o Série 3, como o Série 4 Coupé, o Cabrio tem centro de gravidade mais baixo (21 mm) e via traseira mais larga (23 mm). Estas características, ambas valorizadoras das competências dinâmicas, combinam-se com otimização da aerodinâmica, com os técnicos da BMW a concentrarem-se no comportamento do eixo posterior, de forma a ‘colarem-no’ ao asfalto sem recurso a elementos que aumentem a carga descendente, como uma asa traseira ou um difusor de grandes dimensões, ou ambos os ‘instrumentos’.

No habitáculo, sistema multimédia com monitor tátil de 8,8’’ ou 10,25’’ no centro do painel de bordo. O sistema operativo é o mais moderno da marca alemã (BMW 7.0) e inclui assistente pessoal comandado vocalmente, possibilidade de seleção de ‘atalhos’ para funções utilizadas com maior frequência e navegação atualizada em permanência. O programa é compatível com os ‘smartphones’ dos proprietários (Apple CarPlay e Android Auto). Opcionalmente, com o Live Cockpit, painel de instrumentos digital (12,3’’) e projeção de informações no para-brisas (Head-Up Display). Somam-se-lhes, ainda, os assistentes eletrónicos à condução que conhecemos do Série 3.

Gama, versões, potências e preços:

420i Auto: 184 cv; 430i Auto: 258 cv; M440i xDrive Auto: 374 cv; 420d Auto: 190 cv; 420d xDrive Auto: 190 cv

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade