Lucid Air anuncia autonomia para 810 km elétricos

Berlina de luxo criada por engenheiro que ajudou a desenvolver o Tesla Model S está equipada com dois motores elétricos que debitam 1095 cv de potência e bateria que carrega o equivalente a 480 km de autonomia em apenas 20 minutos.

Atualidade

Por Vitor M. da Silva 13-09-2020 12:15

Na tentativa de democratizar o automóvel elétrico de longa autonomia nos grandes mercados mundiais, Tesla na linha da frente. Mas a marca de Elon Musk terá de acelerar para manter intocado o estatuto de referência na categoria, antecipando os avanços dos gigantes da indústria automóvel, mas também de novos ‘players’, cada vez mais competitivos. É o caso da americana Lucid Motors, empresa fundada em 2007 para produzir baterias de alta-performance para equipas da Fórmula E, sob o comando de Peter Rawlinson, engenheiro britânico responsável pelo desenvolvimento do Model S, e que saiu da Tesla para lançar-se na aventura de criar esta nova marca de automóveis elétricos.

Mais longe e mais rápido!

O Air é o primeiro elétrico da Lucid Motors, uma berlina de luxo que promete bater a Tesla em todos os capítulos que lhe valem o estatuto de referência na área da eletrificação do automóvel: na autonomia e nas performances. E consegue-o com números impressionantes. No lançamento, versão com dois motores elétricos que debitam 1095 cv de potência, o suficiente para garantir aceleração de 0 a 100 km/h em pouco mais de 2,5 segundos e cumprir 400 metros em menos de 10 segundos, mais rápido do que Tesla Model S Performance (785 cv) e Porsche Taycan Turbo S (761 cv).

O modelo estará disponível quatro versões Air, Air Touring, Air Grand Touring e Air Dream Edition, com bateria de 75 kWh ou 113 kWh nas versões de topo, para as quais a marca anuncia autonomia para 810 km elétricos. As baterias do Air operam a mais de 900 V, o que permite capacidade de recarregar a 300 kW, permitindo recuperar até 480 km de autonomia em apenas 20 minutos num posto de carregamento rápido.

A Lucid chega ao mercado com uma única versão de lançamento “Dream”, por preços que arrancam nos 143 mil euros no mercado norte-americano. Nas versões de acesso preços a partir de 68 mil euros.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade