Mercedes muda cor como símbolo de luta contra o racismo

Fórmula 1

Por Redação 29-06-2020 12:28

Fotos: D.R.

A Mercedes anunciou, esta segunda-feira, as novas cores dos carros a serem conduzidos por Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, já a serem utilizados no próximo domingo, na Áustria. O prata dá lugar ao preto, sendo que a cor não é aleatória, foi escolhida como símbolo da luta contra o racismo. 

«Temos orgulho da nossa cultura e valores. Recompensamos cada contribuição individual e os membros da nossa equipa contam uma história de inclusão. Mas percebemos que apenas três por cento dos nossos funcionários pertencem a minorias étnicas e apenas doze por cento são mulheres. Essa falta de diversidade diz-nos que devemos procurar novas abordagens para atrair talentos de áreas da sociedade que não conseguimos alcançar hoje», 

O Mercedes W11 2020 terá escrito no chassi a mensagem: End Racism (fim do racismo) e no perfil da auréola #WeRaceAsOne (corremos como um). Porque «o racismo e a discriminação não têm lugar na nossa sociedade e na nossa equipa», sublinhou Toto Wolff, chefe da Mercedes Amg F1.

«Sou grato a Toto, especialmente por ter ouvido a minha experiência. Porque já fui alvo de racismo e vi amigos e familiares também o serem. Temos que fazer de tudo para cinsciencializar as pessoas sobre a mudança», realçou Lewis Hamilton. 

 

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 29

Cuíge
01-07-2020 22:11

Libero_Grande, o estudo publicado pelo European Social Survey, vai ler o Público em vez de leres apenas a A Bola e veres CMTV, e quanto aos portugueses que são assassinados em Angola, são porque andam como as ovelhas todas juntas e com dinheiro, não são crimes raciais. “Santa ignorância”.

Libero_Grande
01-07-2020 17:06

Cuige, 60% dos Portugueses são racistas? Que estudo foi esse? “Aquele estudo”, mas que estudo? Ao menos faz referência ao estudo se queres parecer inteligente... O que eu sei é que Portugueses são assassinados em Angola com regularidade, já em Portugal não andamos a matar minorias...

Kardel
01-07-2020 12:27

O que é certo é que neste website qualquer notícia que aborda problemas de minorias é logo inundado de ataques!

J.Broncas
30-06-2020 12:35

Sim a Mercedes como grande empresa privada que é, só vai agora contratar mulheres ou "minorias étnicas", o que é que importa contratar os melhores mecânico(a)s e engenheiro(a)s da especialidade, isso não serve para nada, o próximo carro será de paus com rolamentos

JAlcaide
30-06-2020 11:12

Cuíge 30-06-2020 09:39 uma coisa é ser contra o racismo, eu sou, outra coisa é aceitar que os brancos são a causa de todos os problemas relacionados com o racismo.

< 1 2 3 4 5  ... > 

Fórmula 1