Bentley termina produção do Mulsanne

Atualidade

Por Auto Foco 26-06-2020 18:01

 

A Bentley colocou ponto final na produção da 2.ª geração do Mulsanne, na fábrica de Crewe, em Inglaterra, ficando sem topo de gama no catálogo. Desde o lançamento da berlina de luxo, em 2010 (então, substituiu o Arnage), a marca produziu mais de 7300 exemplares, com cada unidade a representar 400 horas de trabalho muito meticuloso. Simultaneamente, ‘saída de cena’ do Série L de motores V8, após 61 anos de carreira!

 

O último Mulsanne produzido em Crewe integra a série especial ‘6.75 Editions’, nome que remete para a capacidade do V8 sob o ‘capot’ longo do Bentley. A marca mantém o nome do proprietário sob sigilo, mas diz tratar-se de figura pública (re)conhecida em todo o Mundo. A mecânica sobrealimentada por dois turbos tem 530 cv.

 

A 1.ª geração do Mulsanne produziu-se entre 1980 e 1992. Esta designação é inspirada na curva homónima do Circuito de La Sarthe, em França, onde a Bentley conseguiu seis vitórias nas 24 Horas de Le Mans. A marca inglesa tem videoconferência marcada para dia 30, precisamente para a apresentação de automóvel novo, o primeiro integrado no plano de ação “Beyond100”.

 

A pandemia da COVID-19 não ‘poupou’ a Bentley, com a paragem longa na produção e no comércio de automóveis a obrigarem os administradores da empresa do Grupo VW a trabalharem em plano de reestruturação que pressupõe a eliminação de 1000 postos de trabalho, o que representa 25% dos trabalhadores do fabricante!

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade