VW Arteon ganha 'facelift' e Shooting Brake

Atualidade

Por Auto Foco 24-06-2020 16:22

 Na VW, depois da introdução do Golf 8 e do início das carreiras comerciais do ID.3 e do T-Roc Cabriolet, atualização do Arteon. A modernização do topo de gama apresentado em 2017 coincide com o lançamento de variante nova: Shooting Brake. Em Portugal, os dois modelos ficarão disponíveis durante o outono, com linha de mecânicas modernas. No catálogo, versão desportiva (R) e híbrido com sistema de carregamento externo das baterias (GTE).

 

Visualmente, a evolução do Arteon nota-se, sobretudo, na dianteira e na traseira, com mudanças nos desenhos da grelha, nos para-choques, nos faróis e nos farolins (LED). A intervenção também beneficiou o interior. O painel de bordo é novo, o funcionamento de alguns comandos muda e o volante ganha superfície háptica para um controlo mais direto e intuitivo de várias funções do automóvel. A climatização também é ativada de forma tátil e existem três equipamentos de info-entretenimento: no Ready 2 Discover e no Discover Media, monitores de 8’’; no topo de gama Discover Pro, 9,2’’. Todos têm sistemas para integração de ‘smartphones’ Apple CarPlay e Android Auto. Existem três pacotes de equipamento (Arteon, Elegance e R-Line). O nível R é exclusivo das versões mais desportivas. De série, Digital Cockpit Pro, nome do painel de instrumentos digital com 10,25’’. Também existem vários assistentes à condução com funções melhoradas.

 

Arteon e Arteon Shooting Brake partilham os 4,87 m de comprimento, mas o segundo, que tem vocação mais familiar, diferencia-se tanto pelos 19 mm a mais na altura como pelo desenho específico da secção posterior da carroçaria. Na berlina de 4 portas, mala com 563 litros. Na carrinha, compartimento de carga com 565 litros. Nos dois modelos, os encostos dos bancos traseiros rebatem muito facilmente… Com esta funcionalidade, a capacidade aumenta de forma significativa, para 1557 e 1632 litros, respetivamente.

 

Na gama de motores, três 2.0 TSI a gasolina, com 190, 280 e 320 cv, e dois 2.0 TDI, com 150 e 190 cv. Soma-se-lhes a versão híbrida Plug-In, que tem o mesmo sistema do Golf GTE, numa variante com 218 cv que combina a mecânica térmica 1.4 TSI de 156 cv com máquina elétrica de 115 cv alimentada por bateria (iões de lítio) com 13 kWh. Segundo a VW, trata-se de capacidade suficiente para quase 60 km de condução elétrico, com o ‘E-Mode’ a permitir uma velocidade máxima de 130 km/h. De série, os Arteon dispõem de caixas automáticas de 7 velocidades, de embraiagem dupla (DSG). Exceções à regra: caixa manual de 6 velocidades no 2.0 TSI de 190 cv e automática de 6 no GTE.

 

Nos R com 320 cv e 420 Nm, quatro rodas motrizes com vectorização do binário, rodas de 20’’, pinças dos travões em azul, escape desportivo (a sonoridade do sistema muda em função do programa de condução selecionado) e suspensão mais firme.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade