Mini Countryman ‘novo’ em agosto

Atualidade

Por Auto Foco 29-05-2020 15:11

Na Mini, atualização da 2.ª geração do Countryman, introduzida no mercado europeu no final de 2016. O programa valorizou o desenho exterior, a apresentação interior, o equipamento e a gama de mecânicas, com ‘saída de cena’ do Cooper SD com 190 cv e a redução da potência da versão híbrida com tecnologia de recarga externa da bateria (Cooper SE), de 224 para 220 cv, que compensa com aumento na autonomia do modo elétrico, de 46 para 55 km, de acordo com o protocolo de homologação WLTP.

 

Faróis, farolins, grelha dianteira, jantes ou para-choques diferenciam a edição nova do Countryman. No habitáculo, opcionalmente, possibilidade de substituição de painel de instrumentos tradicional pelo monitor digital de 5’’ estreado na versão elétrica do Mini de 5 portas. O sistema multimédia integra ecrã de 8,8’’ e controla-se num comando na consola – comparando-o com os equipamentos táteis cada vez mais comuns, é recurso mais seguro, por reduzir o risco de distração durante a utilização na condução.

 

No Countryman, mecânicas de 3 e 4 cilindros a gasolina e gasóleo. A Mini melhorou-os para cumprirem as normas europeias antipoluição. Todos têm filtros de partículas e os Diesel também conta com sistema de descontaminação dos gases de escape que exige o recurso a solução de ureia (AdBlue), que dispõe de depósito específico. Registam-se, ainda, mudanças no sistema de escape e aumento na pressão da injeção.

 

No Cooper SE com caixa automática de 6 velocidades e quatro rodas motrizes (ALL4), a Mini estreia versão otimizada da tecnologia híbrida ‘plug-in’ que combina mecânica de 3 cilindros a gasolina com dois motores elétricos alimentados por bateria (iões de lítio) com 10 kWh. Para todas as versões, pacote John Cooper Works para personalização do Countryman.

 

Gama: One (102 cv), Cooper (136 cv), Cooper S (178 cv), D (116 cv), Cooper D (150 cv) e Cooper SE (220 cv).

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade