Moers muda-se da AMG para a Aston Martin

Atualidade

Por Auto Foco 28-05-2020 19:36

Tobias Moers, de 54 anos, prepara-se para assumir a direção da Aston Martin, sucedendo no cargo a Andy Palmer. O engenheiro alemão esteve sete anos à frente da divisão desportiva da Mercedes, onde conseguiu resultados notáveis, com as vendas a quadruplicarem para o número recorde de 132.136 automóveis em 2019. A mudança torna-se efetiva no início de agosto.

 

A contratação de Moers segue-se a mudança na estrutura acionista do fabricante britânico. Em março, o multimilionário canadiano Lawrence Stroll, pai de Lance Stroll, piloto da Racing Point no Mundial de Fórmula 1, liderou consórcio que injetou muito dinheiro na Aston Martin (cerca de 600 milhões de euros), mas o plano de recuperação confrontou-se com dificuldade inesperada: a pandemia da COVID-19 parou a produção, encerrou os concessionários e ‘arrasou’ os níveis de confiança dos consumidores.

 

A nomeação do alemão beneficia a imagem da Aston Martin na véspera do lançamento de automóvel para o futuro da marca: o DBX. O primeiro ‘Sport Utility Vehicle’ (SUV) do fabricante britânico tem introdução comercial planeada para julho. No entanto, Tobias Moers confronta-se com missão (quase) impossível: mimetizar o sucesso da Ferrari. A empresa, desde a dispersão do capital em bolsa, em 2018, perdeu 80% do valor. O ano passado, a Aston Martin vendeu 5809 automóveis, menos 7% do que em 2017, enquanto a Ferrari transpôs a barreira dos 10.000 pela primeira vez, com 10.131 superdesportivos (+9,5%).

 

Complementarmente, a nomeação de Moers solidifica a relação da Aston Martin com a Mercedes. A proprietária do construtor alemão (Daimler) detém participação de 5% e fornece motores da AMG à marca britânica fundada em 1913. O alemão trabalhava na divisão desportiva desde 1994 e liderava-a desde 2013. Suceder-lhe-á Philipp Schiemer, que ainda comanda as operações do fabricante de Estugarda no Brasil.

 

Em 2020, no Mundial de Fórmula 1, Aston Martin no lugar da Racing Point.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade