WRC também falha Nova Zelândia e Japão

WRC

Por José Caetano 23-05-2020 12:59

A Federação Internacional do Automóvel (FIA) e o promotor do WRC preparam o anúncio de versão minimalista do Mundial de 2020, campeonato que parou após a 3.ª etapa da época, no México. Até ao momento, suspenderam-se dois ralis (Argentina e Itália/Sardenha) e cancelaram-se outros dois (Portugal e Quénia).

 

De acordo com fontes do WRC, neste momento, Nova Zelândia (3 a 6 de setembro) e Japão (19 a 22 de novembro), duas provas que regressavam ao calendário do Mundial em 2020, também são ‘cartas fora do baralho’, por representarem ‘pesadelo’ logístico e obrigarem a investimentos que não são compatíveis com o momento de fragilidade das equipas, obviamente muito penalizadas pela paragem do campeonato.

 

Confirmando-se as expectativas, registando-se controlo da pandemia da COVID-19, a competição retomar-se-á em agosto (6 a 9), na Finlândia, mas também é admitido o adiamento da prova para setembro ou outubro. No programa original, depois da etapa finlandesa, seguir-se-iam a Nova Zelândia e a Turquia (24 a 27 de setembro). O calendário novo, garantidamente, concentrar-se-á no continente europeu.

 

Antes da paragem no campeonato imposta pela crise sanitária mundial, o WRC ‘acelerou’ no Monte Carlo, na Suécia e no México. Ogier lidera entre os pilotos, com 62 pontos, mais oito do que o companheiro de equipa na Toyota Elyn Evans. O campeão de 2019, Ott Tänak (Hyundai), encontra-se na 5.ª posição, com 38 pontos.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

WRC