Hockenheim substitui Silverstone em 2020

Fórmula 1

Por José Caetano 20-05-2020 23:04

A Fórmula 1 continua sem calendário novo para o Mundial de 2020. O campeonato, o 71.º nos 70 anos de história da categoria, tinha arranque marcado para 15 de março, no Albert Park de Melbourne, com o Grande Prémio da Austrália, mas a pandemia da CODIV-19 impediu-o… Agora, depois das bandeiras verdes na Áustria para o início da temporada no Red Bull Ring, com corridas a 5 e 12 de julho, semáforos vermelhos na Grã-Bretanha, para os dois grandes prémios planeados para Silverstone, a 26 de julho e 2 de agosto. Os britânicos impuseram quarentenas de 14 dias a todos os indivíduos que entrem no Reino Unido, independentemente do país de origem, não permitindo exceções à regra!

 

Hockenheim e Portimão encontram-se na primeira linha das alternativas a Silverstone, mas o primeiro está na ‘pole position’. A Alemanha não tinha grande prémio em 2020, tem fronteiras abertas com a Áustria, não impõe restrições de viagem aos visitantes e conta com o apoio da equipa hexacampeã do Mundo, a Mercedes. «Abre-se a porta e está tudo a postos», garantiu fonte do circuito. As primeiras corridas de 2020 realizar-se-ão sem espectadores, à porta fechada. Na Fórmula 1, não há Grande Prémio desde o final da temporada de 2019, no Abu Dhabi, a 1 de dezembro do ano passado.

 

Recentemente, a divisão da empresa norte-americana Liberty Media responsável pelo Mundial, a Formula One Management (FOM), assinou acordo comercial com o Circuito de Silverstone, mas a decisão do governo de Boris Johnson obriga a mudança de plano, por representar barreira intransponível. Na Fórmula 1, em 10 equipas, sete têm sedes em Inglaterra. Como exceções, apenas Alfa Romeo, Alpha Tauri e Ferrari, somando-se-lhes a Pirelli, a fornecedora de pneus do campeonato.

 

Mas, há mais. Em simultâneo com o início de Mundial de 2020, arranque da Fórmula 2, da Fórmula 3 e da Porsche Supercup. Para Downing Street, muitos pessoas a mais para a admissão de qualquer regime exceção…

 

Calendário (possível…) para 2020:

5 de julho: Áustria (Red Bull Ring)

12 de julho: Red Bull Ring II

26 de julho: Alemanha (Hockenheim)

2 de agosto: Hockenheim II

9 de agosto: Hungria (Hungaroring)

23 de agosto: Espanha (Barcelona-Catalunha)

30 de agosto: Bélgica (Spa-Francorchamps)

6 de setembro: Itália (Monza)

20 de setembro: Azerbaijão (Baku)

27 de setembro: Rússia (Sochi)

4 de outubro: China (Shanghai)

11 de outubro: Japão (Suzuka)

25 de outubro: EUA (Austin)

1 de novembro: México (Cidade do México)

8 de novembro: Brasil (Interlagos)

22 de novembro: Vietname (Hanói)

29 de novembro: Sahkir II

6 de dezembro: Bahrain (Sahkir)

13 de dezembro: Abu Dhabi (Yas Marina)

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 1

Nigelkeke
23-05-2020 12:22

Parece-me corridas a mais em tão pouco tempo e vamos ver se o Covid deixa que este calendário se concretize. Como amante de F1 gostava que isso acontecesse, mas duvido.

Fórmula 1