Falha de ‘software’ pára entregas do novo VW Golf

Atualidade

Por Auto Foco 15-05-2020 19:34

A VW interrompeu as entregas do novo Golf aos clientes, após a deteção de problema de ‘software’ nalguns exemplares da 8.ª geração do compacto. O problema relaciona-se com a função que aciona as chamadas de emergência em caso de acidente, função obrigatória nos automóveis vendidos na Europa desde 2018.

 

Em comunicado, a VW adiou para os próximos dias o tipo de intervenção que realizará nas unidades afetadas, só depois iniciando os contactos com os proprietários dos Golf 8 para proceder à atualização do ‘software’. Antecipa-se número reduzido de modelos, considerando que as entregas arrancaram pouco tempo antes da Europa parar, devido à pandemia da COVID-19.

 

O lançamento do Golf 8 registou diversos adiamentos, precisamente por problemas de ‘software’, consequência do recurso a muitos conteúdos digitais, como o programa de atualizações remotas OTA. A marca alemã, para manter o compacto atrativo, equipou-o com tecnologias de ponta, da instrumentação digital à conectividade permanente.

 

A VW mantém a produção do Golf na fábrica de Wolfsburgo, mas nenhum dos carros produzidos entrou nos canais de distribuição, para a marca proceder à atualização do ‘software’ antes de entregá-los aos clientes. O compacto é o automóvel mais vendido na Europa (410.779 exemplares em 2019, de acordo com JATO Dynamics, número que representa redução de 8% na procura, na comparação com 2018).

 

No entanto, depois da retoma da produção, a VW confrontou-se com problema extra, eliminando turno de produção numa linha de montagem do Golf 8 e parando as linhas dos VW Tiguan e Touran e do Seat Tarraco devido à redução da procura de automóveis na Europa, na ‘ressaca’ da crise sanitária originada pelo coronavírus novo.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 1

azenha
15-05-2020 23:20

Eu não sei como é que há tanta gente a comprar carros desta companhia quando eles escondem tanto. Eu como já tive muito ma experiência com dois modelos ( rabit e passat) não quero nem ver esta marca.

Atualidade