Regresso do Safari adiado para 2021

WRC

Por José Caetano 15-05-2020 16:51

 

O promotor do WRC confirmou o cancelamento do Safari, no Quénia. A prova regressava ao campeonato este ano, entre 16 e 19 de julho, como 8.ª etapa do Mundial de 2020, após ausência prolongada (o rali saiu do calendário do campeonato após a edição de 2002, ganha por Colin McRae, em Ford Focus). A pandemia da COVID-19, o momento de crise económica e as restrições de viagem explicam a decisão.

 

O Safari é o segundo rali do Mundial de 2020 cancelado pelo WRC. O primeiro foi o de Portugal, 5.ª etapa do calendário, que decorreria de 21 a 24 de maio. As duas provas têm regressos ao campeonato confirmados para 2021. Mantendo-se os planos originais, a competição retomar-se-á apenas em agosto (6 a 9), na Finlândia, mas fala-se na possibilidade de adiamento deste rali para setembro ou outubro, após a avaliação da situação marcada para o próximo mês. Entretanto, decidir-se-á, também, a possibilidade de realização do Rali da Nova Zelândia, atualmente marcado para o início de setembro (3 a 6).

 

Realizaram-se três etapas do Mundial antes da paragem no campeonato imposta pela crise sanitária mundial: Monte Carlo, Suécia e México. Ogier lidera entre os pilotos, com 62 pontos, mais oito do que o companheiro de equipa na Toyota Elyn Evans. O campeão de 2019, Ott Tänak (Hyundai), encontra-se na 5.ª posição, com 38 pontos.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 1

C.J.Magallhaes
15-05-2020 17:39

Lá vai o Vilas Boas esperar mais um bocadinho a partir de o momento que levar um parzinho de patins do O.M.

WRC