Matrículas dos veículos deixam de ter inscrição da data

Atualidade

Por Auto Foco 14-01-2020 14:07

A partir de amanhã, 15 de janeiro, entra em vigor o novo modelo de matrícula nos veículos, que além da nova ordem na conjugação de letras e números (AA-00-AA), deixa de referir a data (mês e ano) em que a placa é emitida, inscrita numa barra vertical amarela no flanco direito da ‘chapa’.

O que se pretende, pode ler-se em Diário da República, é a "harmonização do modelo de matrícula com o da generalidade dos Estados-Membros da União Europeia, que não apresentam referência à data da primeira matrícula do veículo, para além de se harmonizar os modelos das chapas de matrícula dos ciclomotores e motociclos com o dos restantes veículos, no que se refere à inclusão do dístico identificador do Estado-Membro de matrícula".

"É importante mencionar que a referência ao ano e mês de matrícula é única na União Europeia, verificando-se que, atualmente, só em Itália é possível indicar o ano da matrícula. Acresce que, esta menção gera interpretações incorretas por parte das entidades fiscalizadoras do trânsito de outros Estados-Membros da União Europeia quando os veículos circulam internacionalmente, uma vez que diversos países utilizam a referida solução não para a indicação da data da primeira matrícula do veículo, mas para inscrever a data limite de validade da matrícula, situação comum no caso de matrículas temporárias ou de exportação", acrescenta o texto do Decreto-Lei nº 2/2020.

Esta alteração coincide com a entrada em circulação do novo modelo de conjugação de letras e números da matricula, para passa a ser AA-00-AA, cujo tempo máximo possível de utilização é de 74 anos, que, no entanto, poderá vir a ser reduzido, "devido à não utilização de combinações que possam formar palavras ou siglas que se entenda dever evitar, terá uma duração de utilização previsível de 45 anos".

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 2

cabyoh
15-01-2020 13:35

Se o problema está no numero de matriculas que se têm de criar, com o aumento de veículos, porque não fazer como nos EUA, a matricula ou matriculas são associadas á pessoa. O veículo pode ser abatido ou vendido, mas sempre pelo numero de chassi. A matricula transita para nova(s) viaturas.

cabyoh
15-01-2020 13:30

Na minha opinião ,só vejo um motivo, para que ano e mês deixem de aparecer nas chapas de matricula, Veículos topo gama não mostrem na rua que são importados em segunda mão. Tudo pelo status. Cada vez mais se usa o termo "SÓ PARA INGLÊS VÊR..."(AINDA SEM BREXIT)

Atualidade