Mercedes poderá ser obrigada a recolher compactos com Diesel da Renault

Atualidade

Por Auto Foco 02-12-2019 18:25

A Mercedes-Benz poderá ser forçada a recolher unidade dos Classe A e Classe B da anterior geração com motores Diesel de origem Renault.

De acordo com o jornal alemão Der Spiegel, a entidade reguladora do setor dos transportes da Alemanha (KBA) está a investigar a instalação de um "software suspeito" em motores Diesel de 1,5 litros de origem Renault, usados ??naqueles modelos compactos.

A Renault nega que os seus motores tenham sido manipulados e afirma que as unidades de software de gestão das referidas mecânicas que entregou à Daimler foram programadas por engenheiros da Mercedes-Benz, relata o Autonews Europe.

A Daimler, empresa que é proprietária da Mercedes-Benz, recusou-se a comentar o assunto, adiantando apenas que não descarta a possibilidade de a KBA alargar o âmbito das suas investigações sobre o escândalo de fraude de emissões poluentes. Refira-se que os procuradores alemães já multaram a Daimler em quase 1 mil milhões de euros por recorrer a software ilegal nos motores Diesel.

Recorde-se, igualmente, que em maio de 2017 as instalações da Daimler foram alvo de buscas pelas autoridades germânicas, como parte de uma investigação de fraude que levou a KBA a descobrir cerca de 280 mil unidade dos modelos Classe C e Classe E equipadas com software irregular. Em consequência disso, a Daimler procedeu a uma recolha de cerca de 700 mil viaturas em 2018, incluindo 60 mil modelos GLK.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade