Fórmula E: Félix da Costa acima, abaixo, acima

Automobilismo

Por Por José Caetano, em Diriyah (Arábia Saudita) 23-11-2019 14:27

Fotos: D.R.

António Félix da Costa terminou na 13.ª posição a segunda corrida do primeiro fim de semana da Época 6 da Fórmula, em Diryah, na Arábia Saudita. Sexto na qualificação, o português foi promovido a quinto na grelha de partida, após penalização a Mitch Evans (Jaguar). O piloto da DS Techeetah subiu a terceiro na classificação durante a volta 5 e, na 8, passou para segundo, mas conseguiu-o depois de toque no Nissan de Buemi… Os comissórios da FIA analisaram a colisão e impuseram-lhe um drive-trough. A passagem pelas boxes, colocou-o em 21.º Resultado no ePrix com 45 minutos e uma volta, 13.º.

O segundo ePrix de Diriyah foi movimentadíssimo, com duas mãos cheias de incidentes e penalizações e diversas cambalhotas na corrida e na classificação. Alexander Sims, da BMW i Andretti Motosport, arrancou da ‘pole’ pela 3.ª vez consecutiva e manteve-se a salvo de problemas, gerindo a energia nas baterias e o ritmo. O piloto inglês conseguiu a primeira vitória na categoria e projetou-se na liderança do campeonato.

Max Günhter, também da BMW i Andretti Motorsport, terminou na segunda posição e subiu ao pódio pela primeira vez no campeonato de monolugares elétricos, à frente de Lucas di Grassi, da Audi Sport ABT Schaeffker, que conseguiu o 31.º pódio no 60.º ePrix da carreira.

Na Arábia Saudita, Félix da Costa somou os primeiros dois pontos na Época 6: um pelo melhor tempo nos grupos de qualificação, outro pela volta mais rápida no ePrix. Duas demonstrações de potencial…

Próxima etapa do campeonato (terceira): Santiago do Chile, a 18 de janeiro de 2020.

Classificação (provisória)

1.º Alexander Sims, BMW i Andretti Motorsport, 30 voltas

2.º Maximiliam Günther, BMW I Andretti Motorsport, a 1,383 s

3.º Lucas di Grassi, Audi Sport ABT Schaeffler, a 2,817 s

4.º Stoffel Vandoorne, Mercedes-Benz EQ, a 3,581 s

5.º Edoardo Mortara, Rokit Venturi Racing, a 4,294 s

6.º Oliver Rowland, Nissan e.dams, a 5,475 s

7.º Nick de Vryes, Mercedes-Benz EQ, a 7,318 s

8.º Oliver Turvey, NIO 333, a 16,544 s

9.º Daniel Abt, Audi Sport ABT Schaeffler, a 16,942 s

10.º James Calado, Panasonic Jaguar Racing, a 17,221 s

11.º Jean-Éric Vergne, DS Techeetah, a 19,394 s

12.º Brendon Hartley, GEOX Dragon, a 20,702 s

13.º ANTÓNIO FÉLIX DA COSTA, DS TECHEETAH, a 26,291 s

14.º Sébastien Buemi, Nissan e-dams, a 26,291 s

15.º Neel Jani, TAG Heuer Porsche, a 27,493 s

16.º André Lotterer, TAH Heuer Porsche, a 29,046 s

17.º Pascal Wehrlein, Mahindra Racing, a 36,290 s

18.º Mitch Evans, Panasonic Jaguar Racing, a 37,105 s

19.º Felipe Massa, Rokit Venturi Racing, a 45,758 s

10.º Ma Quin Hua, NIO 333, a 1.04,185 s

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 2

vitorferreira
11-12-2019 22:20

O felix é um piloto agressivo por isso não foi para a formula 1 ele na 2 ao servico da renault era fantástico, mas pena que a red bull na altura tenha posto no tororosso motor Ferrari. Acho que cortou o lugar a felix e claro a falta de patrocinios .

Brunofs
23-11-2019 15:59

Mais uma vez, sempre primeiro em potencial mas resultados... Nada. Não entendo, muito azar tem o Félix.

Automobilismo