Infraestruturas de Portugal assumem compromisso de preservação do planeta

Atualidade

Por Auto Foco 07-11-2019 17:55

A Infraestruturas de Portugal (IP) formalizou a sua adesão ao movimento global de empresas que irão alinhar a sua atividade e os seus processos de negócio com os objetivos estabelecidos no Acordo de Paris, empenhando-se a sério na preservação do planeta através de um compromisso com metas concretas que devem ser alcançadas em matéria de redução da emissão de gases com efeito de estufa, essenciais para travar o aquecimento global.

A adesão ao movimento foi formalizada através da assinatura de António Laranjo, Presidente do Conselho de Administração da IP, da Carta de Compromisso «Business Ambition for 1.5º C», lançada pelo United Nations Global Compact.

Através da assinatura da Carta de Compromisso, a IP compromete-se a alinhar, num prazo de 24 meses, as suas metas de descarbonização, contribuindo para o objetivo de limitar o aquecimento global, através da redução de emissões de gases com efeito de estufa necessárias para a limitação do aquecimento a 1,5° C.

As metas preveem uma redução média anual das emissões da Empresa em cerca de 4%, objetivo que implica a adaptação dos atuais processos de aquisição, gestão e utilização de energia, bem como a adoção de novos modos de mobilidade mais sustentáveis.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 1

psgbenfica
07-11-2019 20:47

E a extração do litio no Norte do Pais,tanbem se empenha na séria preservação do planeta,parem com a propaganda !!!

Atualidade