Diretor de design da BMW justifica o 'gigantesco novo rim'

Atualidade

Por Auto Foco 10-10-2019 17:33

O diretor de design da BMW, Adrian van Hooydonk, defendeu o novo rumo do estilo do fabricante alemão, especificamente o elemento nevrálgico da imagem da marca, a grelha frontal, o célebre rim, que tem sido considerado por muitos críticos como controverso, como aquele próprio responsável reconheceu, em declarações à revista Autocar.

"Não sou psicólogo, mas sei que a BMW é uma marca que não tem apenas clientes, também tem fãs indefetíveis que conhecem toda a história do nosso design e têm opiniões vincadas sobre isso”, afirmou o designer.

"Não acho que isso seja negativo. Significa que a BMW toca realmente essas pessoas a um nível emocional. Ok, sei que atualmente poderá haver alguma discussão entre os fãs sobre a direção que pretendemos dar ao nosso design, pois têm gostos diferentes. Mas como empresa, a BMW precisa de evoluir”, defendeu Adrian van Hooydonk.

A polémica sobre o aumento exponencial das dimensões do ‘rim’ da BMW atingiu o auge no recente Salão de Frankfurt, após a apresentação do Concept 4, estudo que antecipa a futura geração do Série 4. De acordo com van Hooydonk, fazer mudanças radicais no design “é uma necessidade para uma empresa como a BMW, caso contrário, será apanhada a dormir pelos concorrentes”.

“No instante em que se começa a estagnar, tornamo-nos um alvo fácil. O mercado está muito competitivo, mais do que nunca. O mais difícil é mudar quando se é bem-sucedido”, afirmou. "No momento em que deixamos de ter êxito, as pessoas começarão imediatamente a dizer que é necessário mudar, mas quando se atingem esse ponto, já estaremos em modo de pânico".

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade