5 mulheres no 'Hall Of Fame' do Automóvel

Atualidade

Por VM 23-03-2019 20:42

No Automotive Hall of Fame (AHOF), que distingue personalidades que, de alguma forma, se destacaram nas mais diversas áreas de pesquisa e desenvolvimento no mundo automóvel, cinco mulheres se destacam.

Janet Guthrie

Foi já este ano que o quadro de honra do AHOF ficou mais rico com a distinção entregue a Janet Guthrie, nome que integrava o quadro internacional da fama do desporto motorizado desde 2016. Guthrie foi a primeira mulher a qualificar-se e a competir nas famosas Indianapolis 500 e Daytona 500.

Guthrie, agora retirada, começou a carreira de piloto no Sports Car Club of America (SCCA) aos comandos de um Jaguar XK 120. Desenvolvia os seus próprios motores, bem como parte do trabalho de desenvolvimento do chassis. Em 1976, no World 600, Guthrie terminou na 15.ª posição, tornando-se na primeira mulher a competir na NASCAR Winston Cup Superspeedway.

Bertha Benz

No quadro da AHOF desde 2016, a alemã Bertha Benz é considerada responsável pela primeira viagem em um carro particular movido a gasolina da história, nada menos que um dos protótipos de três rodas construídos por seu marido, Karl Benz.

Shirley Muldowney

Nomeada desde 2005, Shirley Muldowney ganhou, em 1977, Shirley ganhou a sua primeira drag race na categoria Top Fuel. O feito foi considerado tão incrível que Shirley recebeu reconhecimento oficial por parte da Câmara dos Representantes norte-americana. Três anos mais, voltaria à ribalta ao tornar-se a primeira pessoa do mundo a conquistar o título no Top Fuel duas vezes!

Denise McCluggage

A primeira jornalista a ser nomeada para o AHOF, reconhecida pela sua enorme paixão pelo desporto motorizado. Numa época em que as senhoras jornalistas não podiam ter acesso aos bastidores das pistas e circuitos, Denise via-se obrigada a inscrever-se como piloto nas provas para poder fazer a reportagem das mesmas.  

Alice Ramsey

Entre os 275 rostos que compõem o Automotive Hall Of Fame, em 2000, Alice foi a primeira mulher a integrar este quadro da fama. Foi a primeira mulher conhecida a atravessar os Estados Unidos ao volante, no longínquo ano de 1909, aos comandos de um Maxwell 30. Tinha 22 anos e demorou 41 dias.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade