Toyota Supra como nunca o vimos!

Atualidade

Por Vítor M. da Silva 09-02-2019 12:50

Depois de muita expectativa, a Toyota revelou finalmente a quinta geração do Supra no Salão de Detroit.

O desportivo japonês foi desenvolvido em colaboração com a BMW e partilha diversos componentes com o mais recente Z4, incluindo a plataforma, facto faz com que meio mundo já especule em torno da possibilidade de o Supra receber também uma variante descapotável, como é o Z4.

Mas… e numa versão tipo SUV, para condução em fora de estrada?

Alguém já pensou nisso, e o resultado é para lá de excitante!

Rain Prisk, que já nos habituou às suas irreverentes e espetaculares produções em Photoshop, assina este trabalho… impossível: um Supra para condução em todo o terreno, algo que apostamos nunca passaria (passará?) pela cabeça dos engenheiros japoneses.

A receita original: baixo peso e baixo centro de gravidade igual a dinâmica de exceção

Ao contrário deste belíssimo “devaneio” do designer Rain Prisk, o GR Supra inspira-se no clássico 2000 GT, de capot longo, carroçaria compacta e no teto com duas bolhas, e tem motor de seis cilindros dianteiro e tração traseira. A Toyota anuncia-o com uma dinâmica de exceção, graças à combinação de uma curta distância entre eixos e de vias largas, além de contar com baixo peso, baixo centro de gravidade e carroçaria altamente rígida.

O habitáculo, o painel de bordo horizontal, é baixo e fino para, segundo a Toyota, “otimizar a visibilidade do condutor”, enquanto os demais instrumentos afetos à com condução permitem “manuseamento rápido e fácil”. Tal como o comando, mais “desportivo”, da caixa por seletor de patilhas no volante, mas também o visor da instrumentação de alta definição de 8.8 polegadas tem conta-rotações de efeito 3D. No centro da consola surge um ecrã multimédia central de 8,8 polegadas.

O motor de 3.0 litros beneficia de um turbocompressor twin-scroll e produz 340 cv e 500 Nm, e está acoplado a uma caixa automática de oito velocidades. A função de Launch Control permite aceleração com a máxima motricidade, ajudando o Supra a acelerar de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos. A sonoridade e a resposta do motor, a rapidez das passagens de caixa, a firmeza do amortecimento, da assistência da direção e o desempenho do diferencial ativo são reguláveis. O controlo de estabilidade tem uma configuração específica para pista.

As entregas aos clientes do novo Toyota GR Supra terão início a partir do final do verão de 2019, sendo este novo modelo fabricado em Graz, na Áustria.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade