Volkswagen anuncia cortes na gama: menos modelos e motores

Atualidade

Por Auto Foco 07-12-2018 10:37

A Volkswagen pretende aumentar as margens de lucro mais rapidamente do que planeado recentemente, apesar dos investimentos crescentes para o desenvolvimento e produção de veículos elétricos já anunciados pelo fabricante alemão.

As novas metas, segundo noticia o Automotive News, são 6% até 2022, três anos antes do previsto pela marca de Wolfsburgo há pouco tempo. A VW tinha anunciado o objetivo de obter retorno operacional sobre as vendas naquela percentagem, mas fixara-o até 2025.

Para alcançar esse desiderato, haverá igualmente uma "redução maciça" na complexidade do portfólio de modelos. Mas não só. Na Europa, a marca alemã vai descontinuar 25% dos motores com baixa procura já nas próximas renovações dos seus modelos (model-year). Essa medida terá efeitos positivos, simplificando a produção e a cadeia de distribuição, considera a VW.

A marca VW pretende investir mais de 11.000 milhões de euros em serviços de mobilidade elétrica, digitalização e condução autónoma até 2023, incluindo 9000 milhões de euros só para automóveis elétricos, de que pretende ter em comercialização 20 modelos em 2025.

Para suportar os investimentos, a VW visa maiores cortes de custos do que o planeado e o aumento de produtividade das suas fábricas de cerca de 30% também naquele ano. O construtor irá prolongar o programa de redução de custos e de promoção da eficiência além de 2020 e atingir 3000 milhões de euros adicionais em redução de custos até 2023.

O grupo não revelou detalhes sobre se os empregos seriam afetados, mas descartou despedimentos à revelia.

"Precisamos forçar o ritmo de nossa transformação e nos tornarmos mais eficientes e ágeis", disse Ralf Brandstaetter, diretor de operações da marca VW. "O que conseguimos até agora ainda não é suficiente", reiterou.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade