Afinal, quanto custa o Audi mais barato?

Atualidade

Por VM 06-12-2018 17:44

O A1, referência entre citadinos ditos ‘premium’, serve de acesso ao universo Audi, é o modelo mais acessível no portefólio da marca dos quatro anéis, e para a segunda geração que estará entre nos ainda no decorrer do mês de dezembro, com preços que arrancam 25.100 €, pedidos pela versão 30 TFSI, com motor de 1 litros e três cilindros a debitar 116 cv.

Em maio, a gama estende-se com a chegada dos 35 TFSI/150 cv (por 27.500€) e 40 TFSI/200 cv (desde 34.900 €).

No início do verão, o citadino alemão ficará ainda mais acessível, com preço a partir de 23.500 €, para a variante de 95 cv do motor de um litro e três cilindros a gasolina.

Não estão previstas motorizações a gasóleo para esta nova geração do A1.

O que muda?

A par da estética francamente inspirada, o comprimento aumentou 5,6 cm (4,03 m no total), ao mesmo tempo que a distância entre eixos foi esticada e a altura baixou (1,41 m). Mais tenso, mais desportivo, inspirado até nalguns detalhes do Audi Sport quattro dos ralis. Note-se que o lançamento da anterior geração ocorreu há 8 anos (2010), no início só com 3 portas, tendo a variante de 5 portas surgido em 2012, a única que se mantém agora, comungando também a conhecida designação Sportback.

Tecnicamente, o novo automóvel compacto recorre à mesma plataforma de VW Polo e Seat Ibiza (denominada MQB A0), sendo a produção transferida da Bélgica para a unidade catalã de Martorell (da Seat), perto de Barcelona, coincidindo também com a mudança do futuro Q3 para Gyor, na Hungria.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Atualidade