Kia Carens 1.7 CRDI TX vs Opel Zafira 1.6 CDTI Innovation

Resistir contra nova moda

CONFRONTO

Por João da Silva 17-06-2018 08:00

Fotos: Gonçalo Martins

Os monovolumes compactos eram até há muito pouco tempo o tipo de automóvel mais procurado por famílias numerosas, mas têm vindo a ser progressivamente substituídos pelos SUV de sete lugares como grandes transportadores familiares. Contudo, ainda há alguns resistentes com méritos, casos de Opel Zafira, recentemente modernizado, e de Kia Carens, uma proposta sempre muito atrativa em termos de qualidade/preço. Vejamos então o que vale um e outro neste duelo entre versões turbodiesel.

Começando pela habitabilidade, qualidade sempre muito importante quando se pensa transportar a família e respetiva bagagem, ligeira vantagem do Carens nos lugares dianteiros, com mais 8 centímetros em largura. Todavia, quando avaliamos a fila intermédia, quanto a nós mais relevante no tipo de carros em análise, o Zafira destaca-se com mais espaço em comprimento (variável graças às calhas que permitem mover os bancos num curso, variando a distância para os bancos da frente entre 52 e 80 cm; 48-72 no Carens) e também em largura, com mais 3 cm que o rival coreano.

Por fim, na 3.ª fila de bancos, cujo acesso é melhor no Zafira, viajamos com maior conforto no Opel do que no Kia. A explicação é simples: os bancos são ligeiramente mais altos, o que oferece maior conforto para posicionar as pernas, e os encostos são mais inclinados do que os dos bancos do Carens, o que traz evidentes vantagens a quem tem que ocupar aquele espaço durante algum tempo. Atenção: nenhum dos dois carros é fantástico no espaço/comodidade que oferece na terceira fila, mas o Opel é um pouco melhor.

Igualmente relevante em carros de vocação assumidamente familiar são as bagageiras. E aí, a vantagem do carro alemão é esmagadora, seja qual for a configuração do habitáculo. Com cinco lugares, 218 litros à maior para o Zafira; com sete lugares, mais 49 litros e com dois lugares, mais 142 litros. E quanto a espaço estamos conversados.

Sobre os habitáculos, é ainda importante referir que o Opel tem qualidade globalmente superior. Não que não tenha alguns plásticos menos bons, mas em geral é um espaço muito bem conseguido, quer em termos de aparência, quer na solidez com que todos os elementos estão montados. A ergonomia é razoável, assim como a posição de condução. Elevada, claro, como é típico nos monovolumes, mas correta e pouco cansativa. No Kia é um pouco mais complicado encontrar a melhor posição de condução, mas os materiais que revestem o habitáculo também não merecem, em geral, crítica negativa, mas são claramente inferiores ao do Zafira.

A modernização do monovolume alemão incidiu também na mecânica, com o Diesel 1.6 CDTI a receber gestão eletrónica mais evoluída que subiu a potência para 134 cv e o binário para 320 Nm, sendo mais eficiente que a anterior versão do 4 cilindros a gasóleo. Contudo, esta mecânica não entusiasma, mostrando-se até um pouco anémica em subidas mais pronunciadas. Todavia, em terreno plano e sem grandes exigências, acaba por cumprir na realização de uma condução fluida e tranquila.

De elogiar são os consumos: durante a realização do nosso teste, apurámos média de 6 litros a cada 100 quilómetros, um valor muito convincente para o tipo de automóvel, até porque o Zafira não é propriamente leve (1725 kg) e mais ainda se a lotação estiver completa. Ligeiramente mais potente, o 1,7 litros do Kia não tem um desempenho muito diferente do 1,6 litros do Opel, mostrando-se pouco eficaz em aceleração ou quando o terreno inclina. Contudo, recupera melhor que o Opel.

Ambos os carros são confortáveis, com supremacia ligeira do Zafira, mas sobre o comportamento dinâmico, ainda que seja de salientar a boa estabilidade de ambos, temos que destacar a menor tendência para o rolamento em curva do Opel. Não tanto que se possa dizer que seja ágil, mas é inegável que em condução acelerada sentimos maior desenvoltura do que no mais molengão Carens.

Ler Mais

Ficha Técnica

Características

KIA CARENS

1.7 CRDi TX

OPEL ZAFIRA

1.6 CDTI Innovation

Motor
Arquitetura 4 cilindros em linha 4 cilindros em linha
Capacidade 1685 cc 1598 cc
Alimentação Inj. dir. CR, TGV, intercooler Inj. dir. CR, TGV, intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16 v 2 a.c.c./16 v
Potência 141 cv/4000 rpm 134 cv/3500-4000 rpm
Binário 340 Nm/1750 rpm 320 Nm/2000 rpm
Transmissão
Tração Dianteira Dianteira
Caixa de velocidades Manual de 6 velocidades Manual de 6 velocidades
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson Ind. McPherson
Suspensão T Ind. Multibraços Eixo de torção
Travões F/T Discos ventilados/Discos Discos ventilados/Discos
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/11 m Elétrica/11.4 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,525/1,805/1,610 m 4,666/1,928/1,660 m
Distância entre eixos 2,75 m 2,76 m
Mala 103 - 492-1650 litros 152 - 710 - 1792 litros
Depósito de combustível 58 litros 58 litros
Pneus F 7,5jx18 - 225/45 R18 6,5jx17 - 225/50 R17
Pneus T 7,5jx18 - 225/45 R18 6,5jx17 - 225/50 R17
Peso 1591 kg 1725 kg
Relação peso/potência 11,28 kg/cv 12,8 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 191 km/h 193 km/h
Acel. 0-100 km/h 10,4 s 11,2 s
Consumo médio 4,5 l/100 km 4,5 l/100 km
Emissões de CO2 118 g/km 119 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica 7 anos ou 150000 km 2 anos sem limite km
Pintura/Corrosão 3/12 anos 2/12 anos
Intervalos entre revisões 30000 km 30000 km
Imposto de circulação (IUC) 143,17 € 143,17 €

Medições

KIA

Acelerações
0-50 km/h 4.2 s
0-100 / 130 km/h 11.7 s
0-400 / 0-1000 m 19.6 s
Recuperações
40-80 km/h 3.ª -
60-100 km/h 3.ª/4.ª/5.ª 7.5/11.1 s
80-120 km/h 4.ª/5.ª/6.ª 10.4/15.3 s
Travagem
100-0/50-0km/h 36.8/9.6 m
Consumos
Consumo médio 6.7 l/100km
Autonomia 865 km

Medições

OPEL

Acelerações
0-50 km/h 3.8 s
0-100 / 130 km/h 11.4 s
0-400 / 0-1000 m 17.9 s
Recuperações
40-80 km/h 3.ª 6 s
60-100 km/h 3.ª/4.ª/5.ª 8.1/12.3 s
80-120 km/h 4.ª/5.ª/6.ª 12.5/17.5 s
Travagem
100-0/50-0km/h 37.2/9.9 m
Consumos
Consumo médio 6 l/100km
Autonomia 966 km