AMG ‘solta’ Classe E 63 e 63 S 4Matic+

Apresentação

Por Auto Foco 19-06-2020 17:46

A AMG, poucas semanas depois da atualização da 5.ª geração do Classe E, confirmou a modernização das versões de topo 63 e 63 S, com motorizações V8 4.0 biturbo (571 cv e 612 cv, respetivamente)! A mais potente, anuncia-o a subsidiária da Mercedes-Benz, acelera de 0 a 100 km/h em 3,4 s (3,5 s no caso da variante Station). Para o automóvel base, reivindica-se 3,5 s (3,6 s). Todas as versões têm velocidades máximas limitadas a 250 km/h – comprando-se o Pack AMG Driver, extensão para 300 km/h na berlina de 4 portas e 290 km/h na carrinha! –, caixas automáticas de 9 velocidades AMG Speedshift MCT e sistemas de tração integral 4Matic+.

 

A modernização dos Classe E ‘assinados’ pela AMG afeta, principalmente, a imagem da carroçaria, a apresentação do interior e o equipamento. Já o motor, a caixa e o sistema de tração não apresentam quaisquer modificações importantes. Concentrando-nos nas novidades, o volante ganha quatro superfícies táteis para seleção de funções de bordo (tinha apenas duas!) e a tecnologia de info-entretenimento MBUX com comando vocal e navegação com tecnologia de realidade aumentada. Este equipamento inclui ecrã de 10,25’’ no 63 4Matic+ ou 12,25’’ no 63 S 4Matic+, que soma ao monitor digital (10,25’’) da instrumentação (modos de visualização Modern, Classic Sport e Supersport).

 

Nos AMG novos, seletor de modos de condução… No Dynamic Select, cinco programas predefinidos: Slippery, Comfort, Sport, Sport+ e Race – o mais desportivo apresenta-se apenas no topo de gama com 612 cv. O sistema intervém na rapidez de resposta do V8 ao pedal do acelerador e na velocidade de passagem das relações de caixa com função manual controlada sequencialmente em patilhas no volante e controlo de arranque. O sistema de tração privilegia o envio de binário para o eixo posterior – assim, garante-se experiência de condução mais desportiva – e, no 63 S, existe autoblocante eletrónico e função que desvia toda a energia do motor para as rodas traseiras.

 

O Dynamic Select também intervém nos funcionamentos da direção e da suspensão. A divisão desportiva também equipou o E com o sistema AMG Dynamics que modifica os parâmetros de funcionamento dos controlos de estabilidade e tração. O programa tem quatro modos predefinidos: Basic, Advanced, Pro e Master (no quarto, maior liberdade de movimentos em circuito).

 

De série, nas duas superversões do Classe E, suspensão (AMG Ride Control) com molas pneumáticas e amortecedores controlados eletronicamente. Também neste sistema, o condutor dispõe da possibilidade de selecionar três níveis predefinidos: Comfort, Sport e Sport+. Opcionalmente, travões com discos carbocerâmicos, que são mais potentes e resistentes à fadiga que os de aço. No 63, rodas de 19’’. No 63 S, 20’’.

 

Os AMG novos têm lançamentos em Portugal planeados apenas para o final do ano.

Ler Mais

Conte-nos a sua opinião 0

Apresentação