BMW Série 3

Ternura dos 40

Apresentação

Por Paulo Sérgio Cardoso 18-02-2019 09:10

A BMW escolheu o sul de Portugal como cenário para a estreia dinâmica da nova geração do seu modelo historicamente mais importante (superou a barreira das 15 milhões de unidades em cerca de quatro décadas de existência), o Série 3, que estará à venda a partir de março.

Ao vivo, é facilmente percetível o incremento das dimensões exteriores face ao modelo em fim de carreira (8,5 cm em comprimento, 1,6 cm em largura e apenas só mais um 1 mm em altura) bem como as proporções criadas pelo alargamento das vias (4,3 cm à frente e 2,1 cm atrás). Com tudo isto a encontrar reflexos reais na perceção de espaço no interior e mais centímetros para pernas e na largura, além da superior comodidade proporcionada pela ergonomia dos bancos dianteiros. Atrás, embora o acesso possa contar um pouco com a intromissão da cava da roda, também existem ganhos no bem-estar do passageiro central, fruto do estofo mais macio do assento e das costas. A capacidade da mala cresceu até bem generosos 480 litros, com a versatilidade acrescida do rebatimento do banco traseiro poder ser realizado em 40:20:40.

No posto de condução como que existe uma evolução (quase) natural no acompanhamento das mais recentes soluções de ergonomia. A zona central do tablier surge ainda mais clean, dominada pelo monitor tátil que, de origem, não tem as 10,25’’ do sistema que vemos nas fotos, mas sim versão comedida, de 8,8’’. O mesmo se passa para a animação digital da instrumentação, de ambiente mutável segundo o Modo de Condução selecionado, um dos muitos extras disponíveis para personalização. De série, todos os Série 3 contarão com os serviços ConnectedDrive – que permite, por exemplo, acesso a conta de mail ou aplicações de smartphone – bem como iluminação LED, estreando a marca a oferta da tecnologia laser nesta geração.

O botão de ignição/arranque passou para a consola central, junto do igualmente novo arranjo ergonómico para os comandos dos modos de condução. Ao lado, a alavanca da caixa automática de 8 velocidades, que nos Diesel 318d/320d pode ser substituída pela standard manual de 6 relações.

 

Ao volante do 320d

Foi precisamente aos comandos do 320d, a versão mais procurada entre nós nas anteriores gerações, que realizamos mais quilómetros. O motor 2 litros Diesel é novo, contando com os atributos de dupla sobrealimentação não só para desempenho vivo e salutar, como, principalmente, como solução para conter emissões de gases de escape – os Diesel continuam alvo das políticas europeias...

Além da disponibilidade imediata desta mecânica de 190 cv a toda e qualquer reação no acelerador, os ganhos mais evidentes estão na insonorização. Esta que era uma das principais pechas da anterior geração de motores Diesel 4 cilindros da BMW, como que no novo 320d passa a ser uma das principais características a enaltecer. A caixa automática de 8 velocidades, revista, continua a ser exemplo de reações e decisões, além de que agora soma a presença do modo velejar também no Modo de Condução Comfort além de EcoPro, e entre os 15 e os 160 km/h. Sistema que está ligado a todos os radares exteriores que asseguram avisos de aproximação e travagens automáticas, bem como ao sistema de navegação, para que, a todos os segundos, o veículo percecione o que o rodeia e decida se valerá a pena desligar a mecânica.

Como prova da extrema qualidade do chassis ficou a descontração com que é possível rodar a velocidades elevadas em todas as estradas, com o 320d a saber lidar com todo o género de curvas (lentas e rápidas) de modo sereno, somando a superior capacidade motriz (traseira) e leitura/precisão da dianteira.

Além de poder contar com suspensão desportiva ou de amortecimento variável, o Série 3 estreia (na BMW) amortecedores de batentes hidráulicos (funciona como um amortecedor dentro do amortecedor) que muito ajuda a melhor controlar as flutuações da carroçaria, embora o conforto não tenha saído tão beneficiado como era esperado – os pneus Run Flat também não ajudaram no contacto com a estrada, além de que elevam sobremaneira o ruído de rolamento. A redução do peso (na ordem dos 55 kg), a otimização aerodinâmica (cd de 0.23) e a distribuição equitativa do peso ajudam no equilíbrio e prazer ao volante.

A experiência de condução não ficaria completa sem interação com o Assistente Pessoal Inteligente, uma evolução dos comandos vocais, ao estilo do sistema de Inteligência Artificial estreado no Classe A da Mercedes. Mas que no Série 3 surge menos expedito na capacidade de interação com o discurso do condutor. É certo que também aprende hábitos ou rotinas do condutor, mas além de muitas das funções estarem, por agora, apenas disponíveis em inglês e alemão, o sistema precisa que as frases sejam ditas à sua maneira, tendo muita dificuldade em entender e aceitar outras palavras. Ainda em desenvolvimento...

No campo tecnológico, o Série 3 já poderá ser dotado de Chave Eletrónica, ou seja, está já preparado para entrar em redes de partilha e de serviços.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

BMW Série 3

320d

Motor
Arquitetura 4 cilindros em linha
Capacidade 1995 cc
Alimentação Inj. direta, Turbo (2), intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16v
Potência 190 cv/4000 rpm
Binário 400 Nm/1750-2500 rpm
Transmissão
Tração Traseira
Caixa de velocidades Automática de 8 velocidades
Chassis
Suspensão F Ind. triângulos duplos
Suspensão T Ind. multibraços
Travões F/T Discos ventilados
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/11,4 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,709/1,827/1,446 m
Distância entre eixos 2,851m
Mala 480 litros
Depósito de combustível 59 litros
Pneus F 6.5jx16 - 205/60 R16
Pneus T 6.5jx16 - 205/60 R16
Peso 1530 kg
Relação peso/potência 8 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 240 km/h
Acel. 0-100 km/h 6,8 s
Consumo médio 4,2 l/100 km
Emissões de CO2 110 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica -
Pintura/Corrosão -
Intervalos entre revisões -
Imposto de circulação (IUC) -

Conte-nos a sua opinião 0

Apresentação