Mercedes-AMG A 35 4Matic

Nada contra!

Apresentação

Por João Ouro 09-02-2019 17:00

Às vezes há coisas que parecem ser fáceis. De facto, para a divisão AMG da Mercedes a execução deste A 35 foi preparada com minúcia e isso percebe-se de imediato ao nível da imagem, mas sobretudo na condução e na atitude em estrada.

É possante, muito eficaz e divertido de guiar, permitindo um certo espírito de competição ou de rali ao longo da sinuosa região da Serra Tramuntana, na ilha de Palma de Maiorca (Espanha). Foi nesse cenário que o guiámos e, logo à partida, é difícil ficar indiferente ao chamado efeito pipoca, ou seja, ao som do escape nas acelerações mais violentas (modo Sport Plus), logo seguidas por reduções bruscas e alívio da pressão no acelerador. É dessa forma que esse efeito (quase a fritar) é projetado lá atrás, sendo difícil não repeti-lo vezes sem conta..., embora isso também se fique a dever à modulação artificial consignada pela borboleta do escape. Em alta, essa sonoridade já é diferente, mais rouca e a valorizar o desempenho da caixa automática de dupla embraiagem (mais rápida nas transições sequenciais) e o rendimento do próprio motor. É quase como se se tratasse de um bloco de 6 cilindros, por exemplo, embora se esteja na presença de um democrático 4 em linha, de injeção direta e com turbo twin-scroll (entrada dupla), cuja potência atinge 306 cv, além do binário máximo de 400 Nm logo a partir das 3000 rpm. Nada mau, para uma espécie de porta de entrada no universo AMG, ao mesmo tempo que as mexidas face ao A 250 (224 cv) testemunham o rigor seguido para evitar qualquer probabilidade de errar. Para se ter uma ideia concreta, o novo A 35 está mais perto das credenciais exibidas pelo atual A 45 de 381 cv (já o próximo terá bloco 2.0 de 401 cv) e isso vê-se na forma como progride em estrada, quer na agilidade, quer na eficácia, havendo o risco da velocidade aparecer quase sem se dar conta. E, mais uma vez, numa toada acústica inebriante! Melhor do que os valores anunciados das prestações (250 km/h e 4,7 s até 100 km/h) é a resposta espontânea que se pressente a cada pequeno toque no acelerador, assim como a precisão da direção na negociação das trajetórias em curva, como que a estimular o piloto que se agita em cada um de nós, e sem que seja necessária demasiada aptidão para o efeito. Tal como no caso das pipocas, basta saborear! É fácil não cometer deslizes devido à eficácia da travagem (discos ventilados/perfurados), embora esta possa acusar maior fadiga se se abusar, sendo ainda possível variar a firmeza da suspensão e recorrer aos exigentes modos de condução Sport e Sport Plus. E para isso há teclas diretas (opção) integradas no volante de formato desportivo. Perfeito.

O interior é ainda mais digital do que no caso dos restantes Classe A (MBUX incluído, tendo vários menús adicionais: warm-up, medidor de força G e dados do motor, por exemplo) e com vários equipamentos exclusivos. De luxo!

A correta gestão eletrónica da tração integral (preferencialmente à frente e no máximo até 50:50 em cada eixo) é outro contributo para a excelente dinâmica, numa estrutura que obteve vários reforços no chassis e carroçaria, inclusive sob o motor (placa extra em alumínio) e com novos braços transversais na suspensão à frente, além de maior rigidez atrás. A inclusão do amortecimento variável AMG Ride Control e sistema ESP mais avançado fazem parte do invólucro que define de forma óbvia o posicionamento, capaz de projetar de forma ímpar o ADN da AMG. E consegue-o através de um preço moderado, embora o degrau de acesso se coloque a partir de 62.500 €. Num ritmo muito puxado é fácil ter consumos algo bipolares, entre 13 l/100 km e 17 l/100 km. Pois! Eis eventual contra.

Ler Mais

Ficha Técnica

Caracteristicas

MERCEDES AMG

A 35 4MATIC

Motor
Arquitetura 4 cilindros em linha
Capacidade 1991 cc
Alimentação Inj. direta, turbo, intercooler
Distribuição 2 a.c.c./16v
Potência 306 cv/5800 rpm
Binário 400 Nm/3000-4000 rpm
Transmissão
Tração Integral, 4Matic (variável)
Caixa de velocidades Automática, DCT AMG 7G (7 vel.)
Chassis
Suspensão F Ind. McPherson
Suspensão T Eixo multibraços (4 braços)
Travões F/T Discos ventilados e perfurados
Direção/Diâmetro de viragem Elétrica/11,54 m
Dimensões e Capacidades
Compr./Largura/Altura 4,436/1,797/1,405 m
Distância entre eixos 2,729m
Mala 370 - 1210 litros
Depósito de combustível 51 litros
Pneus F 8,0jx18 - 235/40 R18
Pneus T 8,0jx18 - 235/40 R18
Peso 1555 kg
Relação peso/potência 5,08 kg/cv
Prestações e consumos oficiais
Vel. máxima 250 km/h
Acel. 0-100 km/h 4,7 s
Consumo médio 7,3 l/100 km
Emissões de CO2 168 g/km
Garantias/Manutenção
Mecânica -
Pintura/Corrosão -
Intervalos entre revisões -
Imposto de circulação (IUC) -

Conte-nos a sua opinião 0

Apresentação